O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Qua Abr 29, 2009 6:46 pm

INTRODUÇÃO PARA SE ENTENDER DE ONDE ORIGINA-SE O CONCEITO IDÓLATRA DA TRINDADE E TRIUNIDADE.

A origem das controvérsias

Todos sabem que os idiomas utilizados nos escritos são o hebraico, o aramaico e o grego, porém as pessoas não se importam com isso e há diversas religiões que se fundamentaram em traduções.

Todavia não há Hermenêutica sem exegese, e nem exegese sem os idiomas bíblicos. Sendo assim não há verdadeira interpretação baseada em traduções.

Se a Hermenêutica e exegese não fossem necessárias, então não existiria tal estudo, bastariam as traduções.

Sabemos que os textos hebreus sempre estiveram sob o domínio dos judeus e não há como terem sofrido influência politeísta nesses textos.

Porém, não podemos dizer o mesmo do chamado Novo Testamento.

As traduções do Novo testamento são de um manuscrito muito conhecido, chamado de Textus Receptus (Texto Recebido), Texto Tradicional, ou mesmo Texto Majoritário.

Esse texto foi copiado e recopiado por diversas vezes pelos chamados “pais da igreja”, melhor dizendo, “papas/padres da igreja”.

O Textus Receptus data do século XII e.c., e é o mais recente de todos os textos.

Com a descoberta do Codex Sinaiticus em 1859 e devido ser semelhante ao Codex Vaticanus, e por esses dois Codex divergirem muito do Textus Receptus , surgiram nos séculos XIX e XX um novo conceito de se interpretar às escrituras do Novo Testamento.

O Sinaiticus data do século IV e.c. e o Vaticanus é um pouco mais antigo, esses textos são chamados de Textos Neutros ou Textos Críticos.

Creio que estes são chamados de Neutros, devido não terem influências causadas por consecutivas cópias. Esses textos são muito mais antigos do que o Receptus, diferença de aproximadamente 800 anos.

Há um outro texto chamado de Codex Ephraemi Rescriptus que data do século V , mas algumas de suas páginas foram perdidas, Efraim Siro apagou o texto originalmente escrito para escrever os seus sermões, inutilizando algumas folhas e por jogar fora outras folhas deste precioso texto.

O Codex Sinaiticus é o único que contém o chamado Novo Testamento completo.

Esses textos foram examinados por dois estudiosos, chamados Brooke Foss Westcott e Fenton John Anthony Hort. Eles dedicaram vinte e oito (28 ) anos de suas vidas na pesquisa desses textos, e realizaram uma obra magnífica levantando críticas sobre o texto Majoritário, e em 1881 é publicada a obra O Novo Testamento no Grego Original.

“O texto grego de Westcott-Hort veio a tornar-se a obra que mais tem influenciado a crítica textual moderna do Novo Testamento. Alexander Souter a considera "a maior edição já publicada".(8 ) Bruce Metzger, chama-a de "a mais notável edição crítica do Testamento grego já produzida pela erudição britânica".(9) Kirsopp Lake diz que "este trabalho é o fundamento de quase toda a crítica moderna’’(10) Kenyon afirma ser esta uma obra "que tem feito época, no sentido literal da palavra, na história do Criticismo do Novo Testamento, ... tem colorido tudo o que tem sido escrito sobre o assunto ... e suprido a base de todo o trabalho feito hoje neste campo".(11) Com o que concorda Greenlee, afirmando que com o trabalho desses autores nós chegamos ao "clímax deste terceiro período", e que "a influência de Westcott-Hort sobre todo o trabalho subseqüente na história do texto nunca foi igualada".(12)

http://www.cacp.org.br/estudos/artigo.aspx?lng=PT-BR&article=947&menu=7&submenu=4

O Textus Receptus que data do século XII e.c. em diante, possui 3455 divergências quando comparado ao Codex Sinaiticus que data do século IV e.c.

Muitos textos que são utilizados pelos trinitarianos e triunicistas, não se acham nos textos mais antigos, mas são encontrados no Textus Receptus.

Hoje em dia, as edições mais recentes das traduções já se baseiam nos textos críticos e de pouco em pouco estão excluindo o texto Majoritário, todavia, ainda há tendências nas traduções.

Uma dentre essas traduções que se baseiam no Sinaiticus é a Revista e Atualizada. Não é perfeita, assim como qualquer tradução, mas é a que pode te mostrar mais claramente as diferenças entre os Textos Críticos e o Texto Majoritário.

Algumas controvérsias


Receptus: (Lucas 2:33) - E José, e sua mãe, se maravilharam das coisas que dele se diziam.

Sinaiticus: (Lucas 2:33) - E seu pai e sua mãe estavam admirados das coisas que se diziam a respeito dele.

Rev. e Atualizada: Lucas 2:33 Enquanto isso, seu pai e sua mãe se admiravam das coisas que dele se diziam.

Ed. Contemporânea: Lucas 2:33 O pai e mãe do menino admiraram-se das coisas que dele se diziam.


No Receptus tentam dizer que Yosef não é o pai legítimo de Yeshua.



Receptus: (I Timóteo 3:16) - E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória.

Sinaiticus: (I Timóteo 3:16) – E indubitavelmente grande é o mistério da piedade, o qual se manifestou em carne, foi justificado no espírito, visto pelos anjos, apregoado entre os gentios, crido no mundo e tomado acima na glória.

Rev. e Atualizada: I Timóteo 3:16 E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Aquele que se manifestou em carne, foi justificado em espírito, visto dos anjos, pregado entre os gentios, crido no mundo, e recebido acima na glória.

Ed. Contemporânea: I Timóteo 3:16 E, sem dúvida alguma grande é o mistério da piedade: Aquele que se manifestou em carne, foi justificado em espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, e recebido acima na glória.



Onde foi parar o texto “D-us se manifestou em carne” ? (A peshita concorda com o Sinaiticus)


Corrigida: (Romanos 14:10) - Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo.

(Romanos 14:11) - Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, E toda a língua confessará a Deus.

(Romanos 14:12) - De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.


Atualizada: (Romanos 14:10) - Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Deus.

(Romanos 14:11) - Porque está escrito: Por minha vida, diz o Senhor, diante de mim se dobrará todo joelho, e toda língua louvará a Deus.

(Romanos 14:12) - Assim, pois, cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.



No Receptus o texto diz que “havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo” e continua “Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim”.

A modificação do texto quer que acreditemos que Jesus é o Juiz Eterno e que todo o joelho se dobrará diante do deus Jesus.

Corrigida (Efésios 3:9) - E demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério, que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou por meio de Jesus Cristo;

Atualizada (Efésios 3 :9) e demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou



As traduções tendenciosas

Além do que já sabemos acerca dos manuscritos, ainda temos uma grande muralha para saltar, que são as traduções tendenciosas, que já estão impregnadas na mente das pessoas.

Um exemplo de tradução que podemos citar é:

(Colossenses 2:9) - Porque nele habita corporalmente toda a plenitude (perfeição) da divindade;
Pleroma: perfeição; (Vide o verso 10)
(Colossenses 2:10) - E estais “perfeitos” nele, que é a cabeça de todo o principado e potestade;
Pepleromenoi – perfeitos;


Pepleromenoi é verbo da da mesma raiz de Pleroma. O termo “Pleroma” é o particípio do verbo, enquanto “Pepleromenoi” é a segunda pessoa do plural.

Em hebraico utilizamos a palavra “shalem” para se referir a “estar completo, ser perfeito” , por isso dizemos “emunah shlemah” que é “fé completa/perfeita”.

A palavra “shalem” descreve bem o sentido de “pleroma”, que é “estar completo, ser perfeito”.

Por que traduzem o mesmo verbo por “plenitude” e logo após “perfeitos” ?

Porque se dissermos “a plenitude da divindade” , dá a entender que “toda a essência de D-us habitava em Jesus”, quando o texto quer dizer que “toda a perfeição de D-us habitava em Jesus”.

Pois sabemos que Yeshua era o templo de D-us, como foi dito: Derrubai este templo, e em três dias eu tornareia a reedificá-lo (isso falando de seu corpo).

Ou seja, a perfeição de D-us (Shechinah) estava em Yeshua (o templo).

Como eu disse antes, "pleroma" é particípio , que na verdade se traduziria como "cheio", todavia, em português ficaria estranha a frase.

O verdadeiro sentido é de que Yeshua estava "cheio de D-us" , "cheio da divindade".

Isso confirma o texto que diz: "E D-us não lhe dá o espírito em medida".

Traduzem tendenciosamente para se acreditar que Jesus é o próprio D-us.

Outro texto é:

(Filipenses 2:6) - Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus,

Esse mesmo texto no grego tem o verbo “hegesato” , que significa “liderar, comandar”.

ὅς ἐν μορφή θεός ὑπάρχω οὐ ἁρπαγμός ἡγέομαι ὁ εἰμί ἴσος θεός

Hegesato é a conjugação na terceira pessoa do singular do verbo “Hegeomai”.

Então a tradução seria:

(Filipenses 2:6) - Aquele que existe em forma de elohim não desejou aproveitar-se em comandar como elohim.


Por que omitiram o verbo “liderar/comandar” ?

Então: “liderar como D-us” não é o mesmo que “ser como D-us”?

Assim o texto fica claro e de maneira alguma apóia qualquer afirmação de divindade.


Algumas inclusões

Além do que já comentamos, ainda temos as inclusões de textos.

Algumas bíblias de estudo hoje possuem comentários nos rodapés falando de inclusão de fragmentos de manuscritos ou mesmo de inclusões os quais não há nem mesmo manuscrito algum.

Bíblias como A Bíblia de Estudo de Genebra e a Bíblia de Jerusalém, entre outras, contam com comentários de rodapé que contém tais comentários.

Nessas bíblias é comentado sobre os textos no Evangelho de João, do capítulo 7:49 até 8:11, que fala sobre a tal mulher adúltera.

É afirmado que esse texto trata-se de um fragmento que foi incluso no Evangelho de João, todavia o mesmo não pertence a João e também não sabem quem foi o autor do mesmo.

Além disso, quem conhece sobre as leis da Torah consegue perceber nitidamente aos erros contidos nesse texto.

Um grande versículo para apoio da trindade no qual não existe em manuscritos, e nem mesmo das versões mais antigas da vulgada, é o texto de I João 5:7.

Esse texto em I João 5:7 nem mesmo chega ser um fragmento de manuscrito.

Revista e Corrigida: (I João 5:7) - Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um.

Westcott/Hort (I João 5:7) – Pois são três os que testemunham.
Westcott/Hort (I João 5:8 ) - o espírito, e a água, e o sangue; e estes três concordam.


Onde foi parar o texto que apóia a trindade?


Última edição por Mashmid em Qui Ago 19, 2010 4:16 pm, editado 2 vez(es)

Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Qua Abr 29, 2009 6:47 pm

Iníciando o tema sobre a Trindade e Triunidade

A trindade no início da “igreja” (Arianismo, Sabelismo e Trinitarismo)

No princípio da chamada “igreja” , já existiam pensamentos diferentes sobre a unicidade de D-us , que são : O arianismo, o sabelismo e o trinitarismo.
O Arianismo foi a doutrina de Arius de Alexandria, que acreditava em um único D-us e que Jesus fazia parte de sua criação assim como o espírito santo.

O Sabelismo nasceu através de Sabelius, cuja interpretação era de que Jesus seria o próprio D-us, sendo assim, o próprio Pai teria sido crucificado no madeiro.

E a mais famosa de todas, a Trindade, que foi estabelecida no concílio de Nicéia em 325e.c. , o qual foi convocado por Constantino I , a fim de unificar o cristianismo e torná-lo uma única religião e uma única doutrina.

Nesse concílio foram taxados como hereges tanto Arius com Sabelius, e foi estabelecido o dogma da trindade como verdade absoluta.

O chamado “Antigo Testamento” e a Trindade/Triunidade

Antes de falarmos desses textos, teremos que estudar sobre a palavra “Elohim e El” para fazermos a Hermenêutica dos textos.

As palavras Elohim e El

Os cristãos afirmam uma trindade ou triunidade devido a palavra “Elohim” estar no plural, portanto são “deuses” e não apenas “D-us”.

A palavra “elohim” assim com a palavra “El” vêem de uma mesma raiz e se entende como “poder, potestade, força, autoridade e etc.”.

Os antigos que não conheciam à unicidade de D-us acreditavam que “forças” regiam as leis da natureza, e chamavam a essas “forças” de “Elohim”.

Mas na Torah D-us esclarece “essas forças são um”, ou seja, apenas um ser único ser retém todas essas forças, que é o todo poderoso (aquele que retém a todas as forças do universo).

Os poderes, potestades, forças e autoridades, pertencem a esse único ser que é H’.

A justificativa de que o plural de “elohim” se refere à trindade é contraditória quando utiliza-se o termo “El”.

Se “elohim” refere-se a uma trindade , então por que não está escrito “Elim Shaday” em vez de “El Shaday”.

Não deveria a palavra “El” ficar no plural “Elim” já que se trata de uma trindade?

(Para melhor entendimento, vide também o tópico "A PALAVRA "ELOHIM" É PLURAL! E DAÍ?" )

O termo “elohim” foi utilizado na Torah para se referir aos “juízes” de Israel, isso não significa que são “deuses” mas que são homens com poderes sobre os demais.

(Êxodo 21:6) - Então seu senhor o levará aos juízes(elohim), e o fará chegar à porta, ou ao umbral da porta, e seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela; e ele o servirá para sempre.

(Êxodo 22:8 na torah v. 7) - Se o ladrão não for achado, então o dono da casa será levado diante dos juízes (elohim), a ver se não pôs a sua mão nos bens do seu próximo.

(Êxodo 22:9 na torah v. 8 ) - Sobre todo o negócio fraudulento, sobre boi, sobre jumento, sobre gado miúdo, sobre roupa, sobre toda a coisa perdida, de que alguém disser que é sua, a causa de ambos será levada perante os juízes (elohim); aquele a quem condenarem os juízes pagará em dobro ao seu próximo.

(I Samuel 2:25) - Pecando homem contra homem, os juízes (elohim) o julgarão; pecando, porém, o homem contra o SENHOR, quem rogará por ele? Mas não ouviram a voz de seu pai, porque o SENHOR os queria matar.

(Salmos 82:6) - Eu disse: Vós sois deuses(elohim), e todos vós filhos do Altíssimo.


Nesse texto de Tehilim que utiliza a palavra “elohim” , para se referir ao juízes de Israel, foi traduzida por “deuses”.

A tradução afirma que há outros “deuses” e que esses são filhos do Altíssimo.

Se isso fosse verdade a própria escritura estaria afirmando que há outros “deuses” e que esses são filhos de “D-us”.

A verdade é que não há a palavra “D-us” em hebraico, e por esse motivo traduzem “elohim” por “D-us”, pois como “elohim” é utilizado para o Criador e em grego o criador é “Theós”, traduziram por “Theós” que mais adiante chega a nós por “D-us”.

Os trinitaristas/triunitaristas afirmam que Jesus é deus baseados na referência que Jesus faz a esse Salmo 82:6.

O interessante é que eles não querem enxergar que Yeshua disse, “Ana Bar Elahah” que é “sou filho de D-us”.

O que Yeshua quer dizer com isso?

O texto diz: “quereis me apedrejar porque eu disse “ani ben elohim (sou filho de D-us)”.

Pois se a escritura chama aos juízes de “elohim” (que seria mais grave) e não somente “filhos de elohim” , qual o problema em dizer “sou filho de elohim” ?

Onde é nesse texto que Jesus alude ser um deus? Onde enxergam isso?

Mas Jesus é Imanuel. Mas desde quando “El” significa “D-us”? Ou desde quando os nomes com o termo “el” se referem a própria pessoa que os recebe?

Avshalom = Pai da Paz, e era o filho de David. E quem é o Pai da Paz se não D-us?
E por isso Avshalom é um deus?

Elkana traduzem como “D-us Zeloso”, e por acoso Elkana pai de Samuel era um deus?

Eliú ou Elihu traduzem como “Ele é D-us”, acaso Elihu avô de Samuel era um deus?

A verdade é que o termo “elohim” é intraduzível em nosso idioma, e não só no nosso.


Textos utilizados para se apoiar à trindade no chamado “Antigo Testamento”

(Gênesis 1:26) - E disse D-us: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança;

O verbo está no plural “façamos (naase)” , através desse texto os trinitarianos afirmam que se trata da trindade, mas é impossível afirmar que se trata de “três” pessoas, já que o plural é de duas até N pessoas.

Se eu disser no plural “façamos uma reunião”, eu posso falar para milhões de pessoas e o verbo continua igual. Como afirmar que esse plural se trata de apenas três pessoas?

É certo que a palavra de H’ estava com ele na formação do homem, mas isso não implica que a palavra seja um deus ou um co-criador.

Quem “faz” não é necessariamente o “Criador”, mas é Criador aquele que “Cria.

Sabemos que D-us criou a tudo, e formou a tudo através de sua Palavra.

Façamos não é Criemos, pois um só é o Criador.


Pela(por intermédio) palavra, H' formou aos céus.

O verbo é "Naase" que é façamos e não "Nivrah" que é criemos.


Quem cria é H'.


Tudo o que existe foi formado através da palavra de H', mas quem criou a tudo
antes de ser formado foi H'.


Se você utiliza um instrumento para criar algo, o instrumento não será o criador
desse algo.

Por intermédio desse instrumento, você formou o que já em sua mente havia criado.

Isso é nítido quando se lê a Torah em Bereshit no ato da criação do homem.

Três verbos são usados no ato da criação do homem, "façamos (Naase)", "criou (barah)" e "formar (Litzor)".

Mas no que isso difere?

O texto diz "Elohim Barah" , o verbo é conjugado no singular, pois quem cria é apenas UM.

Não está escritu "Baru (criaram)" e sim "Barah (criou)".


Há um único criador.

Quando é utilizado o verbo "Fazer (L'asot)" , então é usado no plural do tempo futuro "Naase (façamos/faremos)", pois tudo o que existe foi formado através da Palavra do Eterno, mas, isso não faz da Palavra o Criador.

Fazer algo que outro criou, não te dá o título de Criador.

Se eu disser "façamos", significa que o que quero fazer ainda não foi feito.

Ou seja, "foi criado" , mas, ainda "não foi feito".

Se dissermos: "Façamos uma reunião"; isso significa que a reunião ainda será feita.


Então, se D-us convoca à Palavra para "fazer", não significa que a Palavra "criou" aquilo que será feito.


Há ainda o terceiro verbo que entra no texto sobre a criação do homem, que é o verbo "Litzor (formar)".

Esse terceiro verbo é o ato definitivo, é o momento no qual o homem é formado.

O termo "Litzor" dá um entendimento de "manufatura", ou seja, é o momento de "pôr a mão da massa".

Como sabemos, o Verbo é a ação de H', é aquele que por seu intermédio todas as coisas foram formadas.




Corrigida (Hebreus 11:3) - Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram “criados”; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.

O texto no grego para o verbo traduzido como “criados” é “katertistai” : formados, completados, ajustados.

Então, “os mundos pela (por intermédio) da palavra de D-us foram formados”.

Quem cria é o Criador, e há um só Criador , que é o Pai.

Há um texto nas traduções baseadas no Receptus, que tenta induzir às pessoas a crerem que D-us "criou" a tudo por intermédio da Palavra, sendo que D-us não precisa de ninguém para criar.

(Efésios 3:9) - ...que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou por meio de Jesus Cristo;

Veja o que diz as traduções baseadas nos textos críticos:

(Efésios 3:9) e demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou

Fica claro que D-us apenas é o Criador e não depende de ninguém para Criar.

Mas,ainda que tenham tentado alterar o texto para um entendimento idólatra, ainda assim o texto estaria dizendo que "D-us criou a tudo", ainda que usando um instrumento para tal.

Ainda assim isso não faria do instrumento um criador.



Na criação do homem diz:

(Gênesis 1:27) - E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.

“Homem e mulher os criou”.

D-us já havia criado ao homem e à mulher.

Por que então após a criação do homem e da mulher D-us os forma?


Vejam os versículos que seguem:

(Gênesis 2:7) - E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.

(Gênesis 2:22) - E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão.


D-us já havia criado ao homem e à mulher, porém após tê-los criado os formou através de sua Palavra, pois a palavra é a ação, o verbo.

Por exemplo, Thomas Edison criou à Lâmpada Incandescente, mas, até hoje ela é produzida.

Alexander Graham Bell criou o telefone, mas, não é necessariamente Alexander o fabricante do telefone.

O mérito é do criador, os feitores não são criadores, apesar de fabricar aquilo que alguém criou.

João 5:19 ... na verdade vos digo que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se o não vir fazer o Pai...


Outro texto muito utilizado é:

(Gênesis 11:7) - Eia, desçamos e confundamos ali a sua língua, para que não entenda um a língua do outro.

Da mesma maneira como em Gn 1:27 não se pode afirmar à trindade, também por esse texto não há como afirmar que são três pessoas.

D-us não poderia estar falando com seus anjos?

Será que os anjos que são “elohim” (seres poderosos) não poderiam confundir à língua dos homens?


As Aparições de Elohim/El no chamado “Antigo Testamento”

A Moisés

(Êxodo 3:2) - E apareceu-lhe o anjo do Eterno em uma chama de fogo do meio duma sarça;

(Êxodo 3:6) ...E Moisés encobriu o seu rosto, porque temeu olhar para elohim.


O texto diz claramente “o mensageiro do Eterno” apareceu a Moisés no meio da sarça.

É esse anjo um deus?

Assim como os juízes, os anjos também são chamados de elohim, pois são seres poderosos.

Revista e Atualizada: Salmos 8: 5 Contudo, pouco abaixo de Deus (elohim) o fizeste; de glória e de honra o coroaste.

Vejam que o termo “elohim” nesse texto é traduzido como sendo D-us.

O escritor de “Aos Hebreus” na mesma tradução cita esse texto:

Hebreus 2: 7 Fizeste-o um pouco menor que os anjos(elohim), de glória e de honra o coroaste...

O escritor de Aos Hebreus conhecendo o significado do termo “elohim” traduz o texto como sendo “anjos”.

Portanto, em Êxodo não foi D-us quem apareceu a Moisés, mas um anjo.

Mas o mensageiro utiliza a primeira pessoa do singular para falar a Moisés.

Os profetas que anunciaram a palavra do Eterno também utilizaram a primeira pessoa do singular, isso não indica que eles eram o Eterno, da mesma maneira que esse mensageiro fala a Moisés utilizando a primeira pessoa, como se fosse o próprio Eterno falando.

A Abraão

(Gênesis 18:1) - DEPOIS apareceu-lhe o Eterno nos carvalhais de Mamre, estando ele assentado à porta da tenda, no calor do dia.


Os trinitarianos/triunicistas também utilizam esse texto. Afirmam que os três homens (anashim) que aparece a Abraão são a trindade, e outros dizem que apenas um deles é o próprio D-us.

O problema é que o texto utiliza a palavra “Adonai” , mas o que é “Adonai” ?

O hebraico bíblico é como o árabe que possui contrações.

Hoje em dia diríamos “adonim sheli (meus senhores)” , assim como usamos hoje para nos dirigirmos a alguém com o termo “adoní (meu senhor)”, que é normalmente usado em Israel.

A palavra “Adonai” é a contração de “Adon+ai” , “adon(senhor)”+ “ai, o “a” define o plural de “Adon” e o “i” é o pronome possessivo da primeira pessoa no singular .

Ex: ain = olho, einai = meus olhos; Regel = pé, raglai = meus pés.

Mas então “Adonai” pode ser usado para afirmar a trindade? Não, pois assim como a palavra “Elohay” não é entendida como “meus deuses” e sim como “meu D-us” lembrando o que diz o “Shma” , “eloheicha echad” que encerra a todos os poderes e senhoris a um único ser.

O texto chama àqueles três de homens (anashim), e no capítulo seguinte o texto chama a esses homens de anjos (mensageiros).

Mas esses “anjos” que foram até Lot eram apenas dois dentre os três, então um deles pode ser o próprio H’, certo?

Errado, pois quando os três homens aparecem a Abraão o texto diz que Abraão prostrou-se diante deles “Vayishtachu”.
Esse mesmo verbo foi traduzido como “adorar” no texto em que um anjo aparece a Josué, só que aqui eles traduzem “inclinou-se ou prostrou-se”. Veremos isso mais adiante.

Mas se Abraão se prostra diante deles é sinal de adoração? Não. E por que não?

Porque quando alguém se prostra no sentido de adoração o verbo assume a forma de “Vayishtachaveh” e a forma “Vayishtachu” é utilizada até para os reis em sinal de respeito e não de adoração.

Portando Abraão não se prostra em adoração a nenhum desses seres, mas sim em sinal de respeito e não de adoração.


Última edição por Mashmid em Qui Ago 19, 2010 11:52 pm, editado 7 vez(es)

Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Qua Abr 29, 2009 6:49 pm

A Jacó

(Gênesis 32:24) - Jacó, porém, ficou só; e lutou com ele um homem, até que a alva subiu.
(Gênesis 32:25) - E vendo este que não prevalecia contra ele, tocou a juntura de sua coxa, e se deslocou a juntura da coxa de Jacó, lutando com ele.


Jacó chamou ao lugar de Peniel, pois ali viu a “elohim” face a face.

O texto diz que um homem (ish) lutou com Jacó, e não prevalecia contra ele.

Imagine o D-us supremo lutar com um homem e não prevalecer.

Pelo texto está claro que Jacó lutar com um anjo (el) e novamente o termo “elohim” é entendido como “D-us”.

Como eu disse, o escritor de hebreus traduz “elohim” como “anjos”, pois sabia o que significa “elohim”.

Pelo contexto nós sabemos que esse não era “D-us”, mas sim um “anjo”.


A Manoá

(Juízes 13:21) - E nunca mais apareceu o anjo do Eterno a Manoá, nem a sua mulher; então compreendeu Manoá que era o anjo do Eterno.

(Juízes 13:22) - E disse Manoá à sua mulher: Certamente morreremos, porquanto temos visto a Deus.


O mesmo caso dos outros.

O texto diz que era um anjo, ou seja, um elohim.

Traduziram “elohim” por D-us, mas é o anjo “D-us” ?

Mas como diz: “Se a escritura chama de “deuses” aqueles a quem a palavra foi dirigida”. Então são deuses?

Claro que não.

Pois a escritura os chama de “elohim” e não “deuses”, como o próprio escritor de Hebreus que traduz “elohim” por “anjos”.



Um anjo aparece a Josué

(Josué 5:14) - E disse ele: Não, mas venho agora como príncipe do exército do SENHOR. Então Josué se prostrou com o seu rosto em terra e o adorou, e disse-lhe: Que diz meu senhor ao seu servo?

Um anjo recebendo adoração? E Josué iria adorar a um anjo?

Seria esse anjo o próprio D-us? Há cristãos que dizem ser Jesus, será?

Não, ele não é nem um deus e nem Jesus. E também não recebeu adoração alguma e assim como Jesus, pois Jesus também não aceitava adoração.

Essa tradução é idólatra assim como o resto dela.

A palavra traduzida como “prostrou” é o verbo “vaipol (e caiu)”, e o verbo traduzido como “adorou” é o verbo “vayistachu (e prostrou)”.

“E caiu com seu rosto em terra e prostrou-se”.

É o mesmo caso do texto de Abraão, quando lhe aparecem os três homens, novamente vemos o verbo “vayishtachu” que é traduzido como “e inclinou-se”, pois se prostrar em sinal de adoração é “vayishtachaveh”.

Por que em Gênesis 18:2 traduziram o verbo “vayishtachu” como “inclinou-se” , e agora traduziram como “adorou” ?

Infelizmente não temos essa diferença no grego, mas mesmo que o verbo “proskineu” também signifique “ajoelhar-se, prostrar-se” traduzem como “adorar”.

Ainda que Yeshua tenha dito que só buscava a glória daquele que o enviou insistem em idolatrá-lo.

(João 7:18 ) ...mas o que busca a glória daquele que o enviou, esse é verdadeiro, e não há nele injustiça.


Além de tudo isso, no texto hebraico, em Josué 5:14 o texto diz :

Mah adoni medaber el avdo = O que meu senhor fala ao servo d'Ele?

Para quem não conhece o hebraico, a frase, mesmo traduzida, parece não esclarecer a nada.

Mas, o que diz no texto hebraico?

O s.m.+pronome possessivo "adoni" é utilizado normalmente para qualquer pessoa, o termo já esclarece que não se trata de "Adonay", que é o termo utilizado para D-us.

Mah adoni Medaber = o que meu senhor (senhor com "s" minúsculo, pois ele utiliza "adoni") fala ...

El avdo = ao servo d'Ele (dEle D-us).

Se Josué estivesse se referindo ao "anjo" ele diria "avdecha", que é , "teu servo". Mas ele utiliza "avdo" que é o servo de um terceiro.

Josué não diz ser servo do anjo, senão utilizaria "avdecha" em vez de "avdo".




Alguém viu literalmente a D-us?

Todos os casos de aparições de “El” ou “Elohim” citados acima afirmam que alguém viu a D-us?

Yochanan sabendo disso, diz claramente em sua epístola: (I João 4:12) - Ninguém jamais viu a Deus;

João está errado? Se por inspiração divina ele diz que ninguém jamais viu a D-us, ele estava errado?

Ou mesmo Jesus estava errado?

A escritura não se contradiz.


Quem vê a mim vê ao Pai”, mas ninguém viu a D-us.


Nós vemos a D-us por intermédio, pois as próprias obras de Yeshua manifestavam a um D-us invisível.

Yeshua diz, “se não crêem em mim, creiam nas obras que eu faço”, pois suas obras testificavam que era enviado de D-us.

Vemos a D-us através da própria criação:

(Romanos 1:19) - Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.
(Romanos 1:20) - Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;


(Salmos 19:1) - OS céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos.


Como diz: “claramente se vêem pelas coisas que estão criadas” e nisso vemos a D-us.



Hermenêutica Cristã

Os teólogos cristãos afirmam que não se pode utilizar um versículo isolado em um estudo de hermenêutica, e inclusive utilizam um chavão que diz : “Texto sem Contexto é Pretexto”.

É curioso como a teologia cristã mesmo dizendo tal coisa comete esse erro e não percebe.

Segundo a teologia cristã Jesus é literalmente um com o Pai. O versículo utilizado segue abaixo:

(João 10:30) - Eu e o Pai somos um.

É interessante como apenas um único versículo já é o bastante para afirmarem um conceito.

Esse versículo já é o suficiente para se afirmar que Jesus é literalmente “um” com o Pai.

Mas e os demais textos, não devem ser considerados?

(João 17:11) -...guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós.

(João 17:21) - Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.

(João 17:22) - E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um.


Por que o contexto não é considerado? Os apóstolos são feitos deuses por serem feitos um com o Pai?


Está escrito “deixará o homem seus pais e unir-se-á com sua mulher e ambos serão uma só carne”.

Deve-se entender que o homem e a mulher são literalmente “uma carne” ?

Por que então dizem que Jesus e o Pai são literalmente “um” e negam os demais textos onde os discípulos são feitos “um” com D-us e o homem e a mulher feitos “uma só carne”?

Textos isolados sem contexto, isso sim é pretexto.


Jesus era um com o Pai ou era o próprio Pai, não sei, é tão confuso que nem os que afirmam sabem.


(João 14:11) - "Crede-me que estou no Pai, e o Pai, em mim”;


(João 17:21) - ...como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós...


Quantos deuses!!! Até os apóstolos estavam no Pai.



Jesus faz o que quer ou faz a vontade Daquele que o enviou?

Jesus como sendo o próprio deus faz diretamente o que ele mesmo desejou fazer, certo?

(João 5:30) - Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma. Como ouço, assim julgo; e o meu juízo é justo, porque não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai que me enviou.

Jesus não pode de si mesmo fazer nada?

(João 6:38 ) - Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.

(João 7:16) - Jesus lhes respondeu, e disse: A minha doutrina não é minha, mas daquele que me enviou.


Mas ele não é o mesmo D-us?

(João 7:28 ) - ... e eu não vim de mim mesmo, mas aquele que me enviou é verdadeiro, o qual vós não conheceis.

Mas se ele é o D-us como pode não ter vindo de si próprio?


(João 8:26) - Muito tenho que dizer e julgar de vós, mas aquele que me enviou é verdadeiro; e o que dele tenho ouvido, isso falo ao mundo.

Mas Jesus precisava ouvir algo do Pai se ele mesmo é o próprio Pai ?

(João 8:29) - E aquele que me enviou está comigo. O Pai não me tem deixado só, porque eu faço sempre o que lhe agrada.

Mas o Pai está com ele ou ele é o próprio Pai, não são UM ?

Pode alguém se deixar, pois está escrito “o Pai não me tem deixado só

Mas por que o Pai não o deixa? “porque eu faço sempre o que lhe agrada”.

(João 12:49) - Porque eu não tenho falado de mim mesmo; mas o Pai, que me enviou, ele me deu mandamento sobre o que hei de dizer e sobre o que hei de falar.

Ele me deu mandamento sobre o que hei de dizer”.

Mas Jesus foi mandado sobre o que haveria de dizer?


Jesus é igual a D-us?


(João 14:28 ) ... Se me amásseis, certamente exultaríeis porque eu disse: Vou para o Pai; porque meu Pai é maior do que eu.


Jesus foi ungido pelo Pai, foi enviado pelo Pai, é menor do que o Pai, e ainda assim é igual ao Pai?


(Lucas 3:22) - E o espírito santo desceu sobre ele em forma corpórea, como pomba...

É interessante alguém nascer deus e sem o espírito de D-us e só receber o espírito de D-us após o batismo de João o Batizador.

Se Jesus é o próprio D-us como pode receber o espírito de D-us só depois do batismo? Sendo D-us não era para ter o seu espírito de D-us ?


Lembremos também da tradução tendenciosa de Filipenses 2:6 que tentam fazer de Jesus a D-us.

Jesus é conhecedor de tudo?

Bem, os cristãos dizem que Jesus é 100% homem e 100% deus, se ele é 100% deus enquanto homem, então não deveria ser limitado a nada.

Como poderia não saber daquele dia e hora sendo 100% deus?

(Marcos 13:32) - Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai.


Mas a desculpa é de que ele estava como um servo então se sujeitou a sua posição.

E a dúvida é, então ele sabia, mas não quis falar por estar se humilhando como um servo ou ele verdadeiramente não sabia?

Pois se ele é 100% deus, então ele sabia sim, só que mentiu em dizer que não sabia ou será que ele realmente não sabia porque era limitado e não é 100% deus?

Já que a desculpa é porque estava em posição de servo, então creio que após a sua morte e ressurreição ele já deveria saber de tudo.

Mas e quanto ao texto:


(Apocalipse 1:1) - Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo;

O texto diz: “Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu...

Mesmo depois de ser feito novamente um deus ele tem que receber de D-us a revelação?

Estranho.


Os cristãos afirmam que Jesus sabe de tudo, ou seja, que é onisciente, baseados no texto:

(João 21:17) - ... Amas-me? E disse-lhe: senhor, tu sabes tudo;...


Mas tudo o que? Será que o texto citado é o suficiente para afirmar onisciência?


Sabe tudo, menos isto: (Marcos 13:32) - Mas daquele dia e hora ninguém sabe,... nem o Filho, senão o Pai.


Jesus estava mentindo ou ele realmente não sabe o dia e a hora? Alguém pode discordar do que Jesus disse?


Mas se é suficiente a frase "sabes tudo" para afirmar uma onisciência, então os discípulos eram deuses oniscientes, como diz:

1JO 2:20 - " E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo. "

"E sabeis tudo".


Jesus, o "deus" bendito

Os cristãos utilizam o versículo abaixo para dizer que Jesus é o deus bendito deles.

(Romanos 9:5) - Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém.


E o que diz realmente o texto grego?

A tradução diz:

Rm 9:5 - os quais são israelitas, de quem é a adoção, e a glória, e os pactos, e a promulgação da lei, e o culto, e as promessas;

Rm 9:6 - de quem são os patriarcas; e de quem descende o Cristo segundo a carne, o qual é sobre todas as coisas, Deus bendito eternamente. Amém.



O sujeito da frase é “Israelitas”.


O texto é claro, e fala sobre tudo que pertence aos Israelitas : adoção, glória, pactos, promulgação da lei, culto, promessas, patriarcas, o Messias, e também YHVH o D-us de Israel.


Mas, as traduções cristãs traduzem tendenciosamente para parecer que o Messias é o D-us bendito.


(Romanos 9:5) - Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém.


Analisando ao texto grego, nós temos outra visão:

οἵτινες εἰσιν Ἰσραηλῖται, ὧν ἡ υἱοθεσία καὶ ἡ δόξα καὶ αἱ διαθῆκαι καὶ ἡ νομοθεσία καὶ ἡ λατρεία καὶ αἱ ἐπαγγελίαι,


O termo “ὧν” é traduzido no texto como “de quem é (de quem são/de quem)”. (dependendo do contexto)


O “ὧν” é um “pronome relativo ” ou “quem”, que está no “genitivo” , ou seja, que dá o entendimento de posse “de quem”.

os quais são israelitas(οἵτινες εἰσιν Ἰσραηλῖται), de quem (ὧν) é a adoção, e a glória, e os pactos, e a promulgação da lei, e o culto, e as promessas;

ὧν οἱ πατέρες καὶ ἐξ ὧν ὁ Χριστὸς τὸ κατὰ σάρκα, ὁ ὧν ἐπὶ πάντων θεὸς εὐλογητὸς εἰς τοὺς αἰῶνας, ἀμήν.

de quem são (ὢν) os patriarcas; e de quem (ὢν) descende o Cristo segundo a carne, de quem é (ὢν) o D-us o qual é sobre todas as coisas bendito eternamente. Amém.


Percebam no texto o pronome “ὢν” (de quem) , que não é traduzido como nas outras partes do texto como sendo “de quem é”.

ὢν ἐπὶ πάντων θεὸς εὐλογητὸς εἰς τοὺς αἰῶνας, ἀμήν.

Percebam o artigo ” ὁ “ que define “ o D-us”, todavia esse artigo fica em oculto em nosso idioma.

De quem (ὢν) é o D-us sobre todas as coisas bendido eternamente.Amen.”

Esse “De quem” é o pronome relativo que refere-se ao sujeito “Israelitas” .

Perceberam como muda a coisa quando aparece "De quem" no texto?

A omissão e tendenciosidade é nítida no texto.

Onde foi parar o "De quem (ὢν)" sempre traduzido nas outras partes do mesmo texto?


Os cristãos afirmam que Jesus sabe de tudo, ou seja, que é onisciente, baseados no texto:


Última edição por Mashmid em Qui Set 03, 2009 7:24 pm, editado 16 vez(es)

Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Qua Abr 29, 2009 6:50 pm

(João 21:17) - ... Amas-me? E disse-lhe: senhor, tu sabes tudo;...


Mas tudo o que? Será que o texto citado é o suficiente para afirmar onisciência?


Sabe tudo, menos isto: (Marcos 13:32) - Mas daquele dia e hora ninguém sabe,... nem o Filho, senão o Pai.


Jesus estava mentindo ou ele realmente não sabe o dia e a hora? Alguém pode discordar do que Jesus disse?


Mas se é suficiente a frase "sabes tudo" para afirmar uma onisciência, então os discípulos eram deuses oniscientes, como diz:

1JO 2:20 - " E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo. "

"E sabeis tudo".

A ressurreição de Jesus

Creio eu que Jesus como um deus não precisa de ninguém para o ressuscitar, pois ele ressuscita a si próprio. Mas o que diz as escrituras?

(Atos 13:30) - Mas Deus o ressuscitou dentre os mortos.

(Romanos 10:9) - ...e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos...

(Colossenses 2:12) - Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos.

(Colossenses 2:12) - ...nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos.

(I Pedro 1:21) - E por ele credes em Deus, que o ressuscitou dentre os mortos...



Quem é D-us? Há mais de um D-us? A unicidade de D-us

Os cristãos seguem ao que Jesus disse? Crêem que apenas o Pai é D-us e não há outro além Dele?

(João 17:3) - E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.


(I Timóteo 2:5) - Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.



Os apóstolos criam em um só D-us. Mas o Filho e o espírito também são deuses, os três são um único deus. Será mesmo?


Quem os apóstolos diziam ser o único D-us?

(I Corintios 8:6) - Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só senhor, Jesus Cristo, pelo qual existem todas as coisas, e por ele nós.

A confissão da vida eterna pelos apóstolos é : “para nós há um só D-us, o Pai”.

Por que os cristãos não querem seguir ao que Jesus e os apóstolos ensinam?

(I Tessalonicenses 1:1) - PAULO, e Silvano, e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses em Deus, o Pai, e no Senhor Jesus Cristo: Graça e paz tenhais de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.

Fazem questão de frisar “em D-us, o Pai”.

Ah sim, não posso me esquecer.

Os cristãos costumam dizer que só D-us é o Senhor, então se há apenas um “senhor”, certo é que esse “Senhor” só pode ser D-us.

Por ignorância ou por falta de atenção, os cristãos não percebem que o termo “SENHOR” ,traduzido nas escrituras , é utilizado em lugar do tetragrama “YHVH”.


Então os textos que dizem ...

(Deuteronômio 4:39) - ...só o SENHOR é Deus, em cima no céu e em baixo na terra; nenhum outro há.

(I Reis 18:39) - ... Só o SENHOR é Deus! Só o SENHOR é Deus!


Na verdade estão dizendo : “Só YHVH é D-us.



O verbo é deus

Um dos versículos chave para dizer que Jesus é um deus é o de João 1:1. Mas o interessante é como o versículo é traduzido tendenciosamente para parecer que o “verbo” é outro deus.

No grego está escrito:

João 1: 1 Ἐν ἀρχῇ ἦν ὁ λόγος, καὶ ὁ λόγος ἦν πρὸς τὸν θεόν, καὶ θεὸς ἦν ὁ λόγος.


En arché en ho logos, kai ho logos en pros ton theon, kai theós en ho logos.


No princípio era o verbo, e o verbo era para D-us, e D-us era o verbo.


Há uma grande diferença entre “o verbo era deus” e “D-us era o verbo”.

Mas não vejo nada de diferente! Pode ser que para quem tem a mente já voltada à tendenciosidade da tradução realmente não enxergue diferença.

Se eu disser que “o verbo era deus” dá a entender um outro deus além de H’.

Mas quando eu digo que "D-us era o verbo", isso dá a entender o que todos os outros textos já dizem, que D-us era Jesus, que é diferente de Jesus era D-us.


D-us era Moisés, D-us era Elias, D-us era David.

Através de todos os profetas D-us se manifestou, e se manifestou através de seu Filho Yeshua.


(II Corintios 5:19) - Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo...


O messias não estava reconciliando consigo o mundo, mas D-us estava no messias reconciliando consigo o mundo.

Por intermédio do messias, por isso Yeshua é o único intermediador entre D-us (o Pai) e os homens.


Os teólogos discordam desse conceito, e dizem que o texto deve ser entendido “ e o verbo era deus”.

Isso devido o artigo “ho” estar diante do “logos” , então “ho logos” se torna o sujeito da oração.


Mas qual é o problema?


Segundo o que eles mesmos dizem, a tradução deles está errada, pois está escrito:

En arché en ho logos”, que deveria ser: “ O verbo era/estava no princípio".


Então ficaria:


O verbo era no princío, e o verbo era para D-us, e o verbo era deus.

Fica estranho, não?

O verbo “estin(é)” significa “ser/estar”, e “en” é o passado , e significa “era/estava”.


É interessante que o verbo “ser/estar” está no passado, então o que “era” já não é mais.


Se o “verbo era deus”, então agora já não é, visto que o verbo no presente é “estin”.


D-us não deixa de ser D-us, D-us é D-us.


Bem, é tanta confusão que quanto mais tentam se explicar mais se complicam.


Ou será que ele era um deus e se fez 100% homem e não ficou nem com 1% de sua divindade e por isso se diz que era deus?


E já pensou por vossas mentes de que a palavra “theós” que o escritor utiliza, na verdade se refere ao conceito de “elohim” no hebraico?


Mas é claro que não aceitariam tal suposição, pois preferem se enrolar a crer que não há trindade.



Jesus é D-us ou Jesus tem um D-us?


O que pensar? Jesus era o próprio D-us e o próprio Pai ou tinha a um D-us e Pai?

Bem, talvez venham novamente com a desculpa de que Jesus só tinha um D-us quando estava em forma humana como estando ele como o servo obediente.

Mas o deus dos cristãos também tem um D-us?


(João 20:17) - ... e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus.

Meu D-us e vosso D-us”.


(Apocalipse 3:12) - A quem vencer, eu o farei coluna no templo do MEU D-US, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do MEU D-US, e o nome da cidade do MEU D-US, a nova Jerusalém, que desce do céu, do MEU D-US, e também o meu novo nome.


Quatro vezes vemos em Apocalipse Jesus dizer dizer “meu D-us”.

Segundo ele mesmo a vida eterna é crer que “o Pai é o único D-us” , e também segundo os apóstolos “Todavia para nós há um só D-us, o Pai”.


Última edição por Mashmid em Qui Set 03, 2009 6:01 pm, editado 1 vez(es)

Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Qua Abr 29, 2009 6:50 pm

O D-us de Jesus e Pai de Jesus


(Romanos 15:6) - Para que concordes, a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.


(II Corintios 1:3) - Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação;

(II Corintios 11:31) - O Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que é eternamente bendito, sabe que não minto.

(Efésios 1:3) - Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo;

(Colossenses 1:3) - Graças damos a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, orando sempre por vós,



Os atributos de um deus


O mar e o vento lhe obedecem


(Mateus 8:27) - E aqueles homens se maravilharam, dizendo: Que homem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem?

É um deus! Pois o mar e o vento lhe obedecem.

Diz a Torah que quando Moisés tocou nas águas do Yam Suf um grande vento oriental soprou por toda aquela noite e as águas se fenderam e Israel passou a pés enxutos.

Quem é esse Moisés, que o mar e o vento lhe obedecem? Um deus?


(II Reis 2:8 ) - Então Elias tomou a sua capa e a dobrou, e feriu as águas, as quais se dividiram para os dois lados; e passaram ambos em seco.

(II Reis 2:14) - E tomou a capa de Elias, que dele caíra, e feriu as águas, e disse: Onde está o Eterno D-us de Elias? Quando feriu as águas elas se dividiram de um ao outro lado; e Eliseu passou.



Elias e Eliseu, quem são esses que as águas lhes obedecem?

Só D-us perdoa pecados

O interessante é que os cristãos acreditam no que os fariseus e escribas diziam.

Os fariseus diziam que Jesus quebrou ao sábado e os cristãos acreditam nos fariseus, mas não acreditam nas escrituras e apregoam o fermento dos fariseus não percebendo que são discípulos dos hipócritas.


Um messias que transgride os mandamentos não é Messias, então assim dão o aval para dizer que realmente Jesus não é o Messias.

A vida é maior do que o mandamento de Shabat, por isso os médicos, enfermeiros, bombeiros, policiais, soldados e etc trabalham no sábado e são livres de culpa.


O Talmud atesta que uma pessoa que não tem o que comer em shabat pode colher algo para comer, só não pode colher para armazenar.

Onde diz na Torah que curar no sábado é transgressão? Mas eles continuam dizendo que o messias transgrediu contra H’.


Da mesma maneira eles acreditam na mentira dos fariseus e escribas, dizendo que “só D-us pode perdoar pecados”.

(Mateus 18:21) - Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?
(Mateus 18:22) - Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete.



Não posso então perdoar o pecado do meu irmão contra mim, pois só D-us perdoa pecados.

(João 20:23) - Àqueles a quem perdoardes os pecados lhes são perdoados; e àqueles a quem os retiverdes lhes são retidos.


(Lucas 17:3) - Olhai por vós mesmos. E, se teu irmão pecar contra ti, repreende-o e, se ele se arrepender, perdoa-lhe.

(Lucas 17:4) - E, se pecar contra ti sete vezes no dia, e sete vezes no dia vier ter contigo, dizendo: Arrependo-me; perdoa-lhe.

(Mateus 6:14) - Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;

(João 20:23) - Àqueles a quem perdoardes os pecados lhes são perdoados; e àqueles a quem os retiverdes lhes são retidos.

(Mateus 6:12) - E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;



Somos deuses porque perdoamos o pecado de um irmão?



[size=150]A “afirmação” de que Jesus é um deus[/size]


(João 20:28 ) - E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu!


Acho que a vontade de idolatrar é tanta que não perceberam que há um ponto de exclamação (!) no final da frase.


O sinal de exclamação representa: espanto, admiração, surpresa, raiva, emoção forte,etc...


A oração não é uma confissão de que Jesus é um deus, mas é uma oração que exprime a surpresa de Tomé por ver que realmente o que disseram era real.

Mas os cristãos têm dificuldade de achar o sujeito da oração, como vão perceber então os demais detalhes?

(II Reis 6:15) ...Ai, meu senhor! Que faremos?


A exclamação de Gehazi ao se espantar. Estava confessando que Elias era seu Senhor?


A afirmação triunicista

Os triunicistas afirma que Yeshua é o mesmo YHVH, semelhante aos sabelianos crucificam o próprio Pai na cruz no Gulgolet e fazem-no nascer de um mulher.

(Zacarias 12:4) - Naquele dia, diz o Eterno...

(Zacarias 12:10) - ...e olharão para mim, a quem traspassaram;



Afirmam que Eterno é o próprio “traspassado” apoiados nos versos anteriores ao verso 10.


Mas a Palavra de H’ assim como os profetas utiliza a primeira pessoa igualmente.

E quando a própria Palavra expressa “olharão para mim” , então acreditam que se trata do próprio Eterno.


Só que desconsideram o resto do versículo, pois a vontade de querer acreditar no triunicismo é maior do que o bom senso.

Rejeitam a continuação do texto que diz:

“...e pranteá-lo-ão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.”


Agora o mesmo verso 10 refere-se a uma terceira pessoa : “pranteá-lo-ão sobre ele”, “chorarão por ele”.


Esse é o versículo chave para se afirmar outro tipo de idolatria mais enrustida.


Todavia pisam em todo o resto das escrituras por causa de um versículo.


Os demais versículos são os mesmos que os trinitarianos utilizam, ou seja, insuficientes.


O conceito de Echad e Yachid. Unidade Composta

Assim como em português, as palavras "Echad" e "Yachid" , tanto podem ser unidades compostas como absolutas.

Quando dizemos "um povo" ou "único povo" estamos falando de um coletivo, que é composto por diversos elementos.

Não existe unidade composta ou absoluta sem um contexto dizendo que é ou não é absoluto ou composto.

É incoerente dizer que se trata de "unidade composta" quando falamos de "pessoa".

As pessoas são singulares, pessoais, personais, individuais.


Quando falamos de pessoas não estamos falando de coisas ou coletivos, mas de um ser "individual".

Há duas famosas frases que dizem : "eu sou o que eu penso" e "penso logo existo".

Isso define o "ser".


H' é uma pessoa e não um coletivo ou um objeto composto.

O homem não é formado por três seres, as pessoas não são formadas por três seres.

Corpo, alma e espírito não são três seres.

O que é o corpo se não a carcaça que me cobre? E que é o espírito se não a força que me faz viver?

Somos o que define bem a palavra grega "psique".

Está escrito: (Eclesiastes 3:21) - Quem sabe que o espírito do homem vai para cima, e que o espírito dos animais vai para baixo da terra?

Como pode alguém comparar "corpo, alma e espírito" com "três individualidades/personalidades" ?


A definição de "pessoa" no dicionário de língua portuguesa é:

Pessoa: Filos. Cada ser humano considerado na sua individualidade física ou espiritual, portador de qualidades que se atribuem exclusivamente à espécie humana, quais sejam, a racionalidade, a consciência de si, a capacidade de agir conforme fins determinados e o discernimento de valores.

"Cada ser humano considerado na sua individualidade física ou espiritual".

Isso é pessoa.

É muita ignorância alguém fazer tal comparação para afirmar uma trindade ou triunidade.


Interpretação de Paulo sobre o Salmo 110:1


(Salmos 110:1) - DISSE o Eterno ao meu senhor: Assenta-te à minha mão direita, até que ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés.


(I Corintios 15:25) - Porque convém que reine até que haja posto a todos os inimigos debaixo de seus pés.

(I Corintios 15:26) - Ora, o último inimigo que há de ser aniquilado é a morte.

(I Corintios 15:27) – Porque (D-us) todas as coisas sujeitou debaixo de seus pés (de Jesus). Mas, quando diz que todas as coisas lhe estão sujeitas, claro está que se excetua aquele (o Pai) que lhe sujeitou todas as coisas.

(I Corintios 15:28 ) - E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então também o mesmo Filho (Jesus) se sujeitará àquele (o Pai) que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos.



Assenta-te à minha mão direita até... : “Até” Indica um limite de tempo, no espaço ou nas ações.


Porque convém que reine até...: Reinará até que se cumpra o que foi dito.


O mesmo Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou: e depois de tudo cumprindo, Jesus se sujeitará ao seu único D-us, o Pai.

É difícil de acreditar em igualdade, é difícil acreditar em trindade.


CONCLUSÃO

Conclui-se então que o trinitarianismo e o triunicismo baseiam-se em:


- Textos adulterados do Textus Receptus

- Hermenêutica de Traduções Tendenciosas

- Versículos inexistentes nos manuscritos

- Falta de coerência e coesão utilizando versículos isolados


Última edição por Mashmid em Ter Jan 05, 2010 7:58 pm, editado 2 vez(es)

Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Ter Maio 12, 2009 5:50 pm

Estou renovando o texto a cada dia, pois minha intenção é compilar o maior número de textos.

Acrescentei o Subtítulo "Jesus, o "deus" bendito" e também um pequeno comentário sobre o texto que os cristãos utilizam parar afirmar a "onisciência" de Yeshua quando Pedro diz : "tu sabes tudo".

Eu também gostaria que os chaverim unicistas/monoteístas pudessem colaborar com suas idéias.

Shalom uvrachah a todos !

Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Seg Jul 20, 2009 6:49 pm

Shalom a todos!

Este texto que elaborei é uma síntese baseada nas argumentações de um pastor que tentou revidar ao meu primeiro texto sobre trindade e triunidade.

Esse mesmo pastor, deu um estudo em áudio nas salas do Paltalk, e trabalhosamente transcrevi seus comentários e fiz minha dissertação no próprio Paltalk.

Porém, resolvi transcrever algumas partes de minha dissertação aqui neste texto, farei uma síntese dos assuntos mais interessantes.

Ele tentou exibir falhas no texto, todavia, sem contexto ou estudo aprofundado do assunto.

A tal refutação do pastor, foi baseada em traduções das escrituras, e não têm nenhum conteúdo exegético ou que se apóie comprovadamente nos idiomas originais.

Irei apontar os assuntos chave da dissertação, que são erros comuns cometidos pelos idealistas cristãos, e que causam um estrago lamentável na mente dos que não conhecem muito bem aos escritos.


A diferença entre “Criar” e “Fazer/Formar”

A argumentação do dissertador foi baseada no texto abaixo:

(Traduzido diretamente do hebraico)

Yeshayahu 44:24 Assim disse o Eterno, o teu redentor e que te formou do ventre, eu sou o Eterno que faço tudo, que sozinho inclino(noteh) os céus, e aplaino (rokea) a terra; quem é comigo?

Esse texto foi utilizado para tentar refutar a minha argumentação sobre a diferença entre os termos “criar
e “fazer/formar” que foram comentados no meu texto anterior.

No ponto de vista dele, ele entende que eu nego que H’ “faça”, mas que apenas “crie”, sendo que não é isso que digo.

Ele utiliza esse versículo como se o estivesse dentro do contexto da Criação.


Primeiramente, o texto não está falando de Criação , está falando de coisas que já haviam sido criadas;

Como diz : “inclinar” aos céus(já criados) e “aplainar” à terra(já criada), no texto, D-us não está falando de criação dos céus e da terra, mas na transformação desses.


Você inclina a um galho que não existe ou aplaina a uma terra que não foi criada?
Passaria com ferro quente a uma camisa que não existe?

Como eu disse: "Se você usa um instrumento para fazer algo, não será o instrumento o autor, pois o instrumento depende de você para manipulá-lo.”

Se eu anteriormente já havia dito que D-us CRIOU, mas que por sua Palavra Ele FEZ E FORMOU, como é que eu estaria dizendo que D-us não FAZ, mas que apenas cria?

Citação do dissertador:
“- Dizendo que D-us cria e Jesus forma, citando o exemplo que D-us criou o homem e Jesus depois formou, pegando textos isolados e fazendo uma salada de textos.
Agora pergunta pra ele; Onde estão os textos do restante da criação onde D-us em um momento cria uma coisa e Jesus em outro forma? ”

Os textos que eu utilizei não são isolados, e estão dentro de um mesmo contexto, que é a criação e formação do homem.


Onde diz que D-us cria e Yeshua forma?

Eu comentei sobre isso em meu primeiro texto, mas vamos colocar mais textos.

(João 1:3) - Todas as coisas foram feitas por (no grego, di = através) ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.

(Hebreus 11:3) - Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de D-us foram formados (katertistai); de maneira que aquilo que se vê não foi “feito” do que é aparente.


Quem fez/formou foi H’ , através de sua palavra.
Todavia o autor de tudo é H’ e a palavra é o meio utilizado.



A sujeição de Yeshua ao Pai – Hermeneutica Contraditória


O dissertador cita:
“- Já vimos que isso é infundável, mas ele continua e cita este texto: João 5:19 ... na verdade vos digo, que o filho por si mesmo, não pode fazer coisa alguma, se o não vir fazer o Pai.
- É óbvio que como Jesus esteve sujeito como homem ao Pai, ele respeitava a sua condição de servo, e obedecia e fazia a vontade do Pai.”


Acaso ele como homem respeitava a condição do Pai, e depois de sua morte, quando ascendeu aos céus, ele não respeita mais?

Vejamos então o texto a seguir:

(I Corintios 15:24) - Depois virá o fim, quando tiver entregado o reino a Deus, ao Pai, e quando houver aniquilado todo o império, e toda a potestade e força.

(I Corintios 15:28) - E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então também o mesmo Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos.


Mas o Filho não é sujeito apenas em forma de homem?


Citação do dissertador:
“- agora , se o autor fosse menos tendencioso em diminuir a natureza “divina” de Jesus, ele citaria o final do versículo, que nos diz: Porque tudo quanto ele faz, o filho faz igualmente.
Epa!, aqui Jesus está se auto-intitulando o todo-poderoso , porque Jesus disse que “TUDO!” que o Pai faz, ele faz igualmente.
- Nada que o Pai faça é impossível a Jesus cristo fazer, se foi só D-us Pai que criou as coisas, segundo a interpretação errada do autor, Jesus também pode criar, porque o mesmo Jesus disse: que tudo o que o Pai faz o filho faz igualmente.”


O dissertador tende à sua filosofia, que através da frase “o filho faz igualmente” , ele interpreta como sendo a “onipotência” de Jesus.


É estranho que um deus onipotente não possa fazer algo se não vir ao D-us Onipotente fazer.

Mas, como a justificação é pelo fato de ele estar em forma humana e sujeito como servo, a parte que diz, “porque tudo quanto ele faz, o filho faz igualmente” não é mais interpretada como sendo um Jesus limitado.

A submissão de servo é válida quando lêem “o filho só faz o que vê o Pai fazer”, mas quando diz que o filho “faz igualmente”, a limitação de homem desaparece e não é válida.

Pois, se a parte ‘B’ do versículo de Jo 5:19 pode ser interpretado por um Jesus deus sem limites de servo, aí a parte ‘A’ deve ser interpretada como o Jesus servo?

Então, a parte ‘B’ do versículo que lhe aprouve , ele interpreta como um Jesus criador sem limites de homem, mas na parte ‘A’ que diz sobre a limitação de Jesus , ele diz que é porque estava em forma de servo.

E essa confusão é criada em apenas um versículo.


“Assim como um de nós” – São esses deuses?


Para um crente na trindade, a primeira observação que ele fizer sobre esse texto, ele tendenciosamente entenderá que se trata de uma trindade, pois sua mente já está condicionada a crer assim.


Mas, tente observar o texto imparcialmente, e veja se realmente a passagem pode ser usada para afirmar a alguma trindade.

Citação do dissertador:
“- E em Gn 3:22 Então disse o Senhor D-us, eis que é como um de NÓS, sabendo o bem e o mal.”

Com esse texto ele tenta provar que esses “nós”, que relata o texto, são membros da trindade cristã.

Ou seja, ele quer dizer que “esse” ou “esses” que estão com H’ no momento em que o homem peca, também são deuses.


Lembrando que o texto não fala de criação do homem, ou seja, a única coisa que podem contestar é que H’ não estava só nesse momento; e isso não prova trindade.

Mas, “Como um de nós” quem? Os “Nós”, que sabem o bem e o mal.

Só D-us sabe o bem e o mal? Os anjos também não sabem o bem e o mal?


Se apenas D-us soubesse o bem e o mal, ainda poderiam contestar e dizer que o “nós” se refere a um grupo de deuses, ou seja, a suposta trindade.


Bem, mas se os anjos também sabem a diferença entre o bem e mal, será que não estão inclusos na frase?

Será que os anjos não existiam no momento em que Adam peca?
Isso prova que os que conhecem o bem e o mal são deuses?


A serpente no Éden disse: Sereis como D-us.

Essa mentira já foi utilizada no Éden para dizer que quem sabe o bem e o mal se torna como/igual a D-us.
E essa tática é novamente utilizada pelo citado, para fazer deuses a esses que estavam presentes na transgressão de Adam.

O texto citado provou alguma trindade?


Última edição por Mashmid em Seg Jul 20, 2009 9:38 pm, editado 1 vez(es)

Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Seg Jul 20, 2009 6:51 pm

O espírito é outro deus?


O dissertador em sua argumentação diz que há três pessoas distintas, e essas três pessoas são deuses.

Em meu texto já está mais do que esclarecido sobre quem é D-us , mas , em meu texto eu não me detive em falar sobre o Ruach haKodesh.

Então, o que seria o Santo Espírito?


Citação do dissertador:
“- O espírito, dá uma olha em Atos 5, versos 3 e 4 :”

Para provar que o espírito é um terceiro deus, ele usa esse texto de Atos 5:3,4 .


(Atos 5:3) - Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade?

(Atos 5:4) - Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus.



Por que quem mente ao espírito do Eterno mente a D-us ?

Vamos fazer a pergunta novamente:

Por que quem mente ao espírito do Eterno mente ao Eterno?


Para entendermos esse texto, devemos entender o que é o espírito santo.

O espírito é também chamado de shechinah, que vem do verbo lishkon = habitar.

A palavra shechinah é literalmente o “ato de habitar”, assim como bechinah é o ato de livchon=provar, e bedikah é o ato de livdor = divertir.

Primeiro temos que ter em mente que D-us é o que opera tudo em todos.


Os milagres que Yeshua fazia eram operados por esse espírito do Eterno, como diz : “mas se expulso demônios pelo espírito do Eterno, então, é chegado a vós o reino de D-us".

Se é através de seu espírito que D-us opera, quem está operando de fato é o único D-us, o Pai.

Então, o que é o espírito santo?

Esse espírito é uma porção do próprio D-us, ou seja, do único D-us que é o Pai e que habita no homem, e não um terceiro ser que criaram para formar uma trindade.

Yeshua disse: “O pai está em mim”.


O pai está em Yeshua, pois essa porção do Eterno, ou seja, a shechinah está em Yeshua.

Nas escrituras o espírito do Eterno sempre foi dado em quantidades, porções, medidas e é por isso que se diz : “porção do Eterno” .


O espírito sempre está relacionado à quantidade. Por exemplo:

(II Reis 2:9) - Sucedeu que, havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que te faça, antes que seja tomado de ti. E disse Eliseu: Peço-te que haja “porção dobrada” de teu espírito sobre mim.

(Provérbios 1:23) - Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos “derramarei abundantemente” do meu espírito e vos farei saber as minhas palavras.

(Lucas 1:15) - Porque será grande diante do Senhor, e não beberá vinho, nem bebida forte, e será “cheio do Espírito Santo”, já desde o ventre de sua mãe.

(Lucas 1:67) - E Zacarias, seu pai, foi “cheio do Espírito Santo”, e profetizou, dizendo:

(Lucas 4:1) - E JESUS, “cheio do Espírito Santo”, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto;

(Efésios 5:18) - E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas “enchei-vos do Espírito”;

(João 3:34) - Porque aquele que Deus enviou fala as palavras de Deus; pois não lhe dá Deus o “Espírito por medida”.



Antes do sacrifício remidor de Yeshua, apenas os que eram “ungidos” é que recebiam essa porção do espírito do Eterno, somente aqueles que fossem escolhidos por H’. Reis , profetas e sacerdotes.

Outros homens comuns não recebiam essa porção de D-us, pois o pecado os tornava distantes de D-us.

O pecado faz divisão entre D-us e o homem, isto é, o espírito do Eterno pelo pecado do homem se afasta. Como disse David : “não retires de mim o teu espírito”.


Mas aquele que recebe a remissão dos pecados pelo sangue do único Mediador, une-se a D-us através dessa porção do próprio D-us.

Sendo assim, se tornam um com D-us, pois o Eterno estará intimamente ligado a ele, espírito com espírito.

Então o Mediador não une o homem a outro deus, mas ao único D-us que opera tudo em todos.


Essa remissão torna possível a habitação de D-us nos homens que foram remidos pelo sacrifício do messias.


Então, essa shechinah é a Ligação Direita feita entre D-us e o homem, sendo possível quando o pecado é aniquilado pelo sangue da remissão.

O espírito então é essa porção do próprio D-us habitando no homem, e é lógico que não se trata de outro ser.

O espírito não é outro mediador entre D-us e o homem, pois só há um mediador que é o messias, e não poderia haver dois mediadores como o cristianismo sugere.


Conclusão: quem mente ao espírito do Eterno, está mentindo ao Eterno e não a um terceiro deus.


Aparições pessoais de D-us ao homem?


Na maior parte da dissertação do tal pastor, ele sem contextualização, interpreta que os anjos que apareceram aos homens são literalmente D-us em pessoa.


Mas, por que essa confusão?

Porque ele não entende a palavra “anjo”, que em hebraico é “malach” e em grego “anguelos”, e nos dois idiomas significa “mensageiro”.


A função de um mensageiro é transmitir uma “mensagem” e um mensageiro não poderá alterar a mensagem a transmitir.


Se H’ fala pessoalmente às pessoas, não há necessidade de “anjos (mensageiros)”.


Se você irá entregar tua mensagem pessoalmente, para que você enviaria a um “mensageiro”?

Vejam que é uma observação simples, mas mesmo sendo simples, não percebem.



Todos os textos citados pelo dissertador, logo no início de cada texto, é mencionado o termo “anjo (mensageiro)”.

O mensageiro traz a mensagem: “eu sou o D-us de Avraham, Itzchak e Yaakov”; Todavia, o mensageiro não está falando de si, mas está trazendo a mensagem da maneira que a recebeu.


Citação do dissertador:
“- E no verso 13, temos D-us, Yavé , conversando com Abraão em forma humana. Isso é chamado em teologia de teofania.
Teofania é o termo usado , para indicar uma aparição do próprio Senhor D-us ao homem , de forma que o homem possa suportar.
Diz a bíblia : Ninguém jamais viu D-us , na sua essência , face a face. Isto é , na sua glória, porque D-us é espírito, e é santíssimo. E todos nós seríamos consumidos em nossos pecados pela presença de D-us.
Foi através dessa chamada Teofania , que D-us apareceu , nos carvalhais de mamreh (“mânrre”), no caso aqui para Abraão, como homem a Jacó, como sarça ardente pra Moisés , como anjo a Manoá... pai de Sansão, como Rocha, dando água aos israelitas no deserto, por isso que Moisés pecou quando ele feriu à rocha , e o novo testamento diz que aquela rocha era cristo.”


Por diversas vezes, o tal pastor tenta fazer com que acreditem que ele tenha estudado teologia ou que conheça o idioma hebraico. Mas, quem o conhece sabe que ele não tem nenhum desses predicados.


Ele chega a dar um tiro no pé, pois sua definição de teofania contradiz à teologia.


Para ele, teofania é a aparição pessoal de D-us e não a manifestação de D-us.


Teofania (Wikipedia):

Teofania é um conceito de cunho teológico que significa a manifestação de Deus em algum lugar, coisa ou pessoa. Tem sua etimologia enraizada na língua grega: "theopháneia" ou "theophanía".

É uma revelação ou manifestação sensível da glória de Deus, ou através de um anjo, ou através de fenômenos impressionantes da natureza


http://pt.wikipedia.org/wiki/Teofania


D-us luta com Yaakov?

Citação do dissertador:
“Em relação a esse texto de Jacó, o autor, força tanta a interpretação, pra dizer que quem lutou com Jacó não era D-us, e sim apenas um homem, que ele nem se importa em ver o texto inteiro.
Porque 2 versículos na frente irmãos, diz assim, presta atenção, versículo 27: Perguntou-lhe pois, como te chamas, ele respondeu : Jacó.
Verso 28, então disse : Já não te chamarás Jacó, e sim , Israel, pois como príncipe lutaste com D-us e com os homens e prevaleceste.
Opa! Mudou o nome dele para Israel. Em primeiro lugar só pode mudar o nome de uma pessoa quem tem autoridade sobre a pessoa. Que não é o caso de um anjo.
E segundo lugar, e principalmente, o que que significa Israel? Será que o autor não sabe, que Israel significa, ele luta ou persiste com D-us?
Pelo visto ele não sabe ou finge que não sabe. Dentro do contexto mostrado, é claro que Jacó lutou com deus, é claro que Jacó não sabia que era deus.
Tanto que no verso 29 Jacó diz: Dize, rogo-te, como te chamas? Mas fica evidente, que
Jacó chamou o lugar de Peniel , pois ali ele entendeu, que viu D-us face a face.
Tanto que no fim do verso 29, deus o abençoa, mas não viu deus em glória, mas em estado teofânico.


D-us criou aos anjos e lhos deu funções, e a principal função de um mensageiro não é falar de si mesmo, mas trazer a mensagem de outro.


A tal “teofania” que é a justificação utilizada por diversas vezes pelo tal pastor, é incompreendida pelo mesmo.
A teofania é a manifestação visível de D-us.


Os próprio prodígios feitos no Egito por Moisés são a teofania. Foram manifestações visíveis de D-us .


O termo “ish” significa literalmente “homem”.


Os homens que apareceram a Abraão, onde no texto é utilizado o termo “anashim” plural de “ish”, significa “homens”.


Esses mensageiros comiam, bebiam e lavavam-se.


O tal pastor imagina que um anjo só aparece em sua forma gloriosa, com suas asas, e seus rostos resplandecentes, como imaginam os cristãos.


Esses vieram como homens, não era possível distingui-los de homens comuns.


Quando esse anjo (mensageiro) aparece a Jacó em Jaboque, ele aparece como “ish” (homem) e não como um anjo em forma de elohim.


Jacó só soube depois que se tratava de um anjo de D-us.


Veja o que cita o tal pastor:

Agora eu pergunto pra ele, o anjo que também é elohim, perderia a luta ? fala sério né ? Ele deveria entender, que D-us se permitiu vencer por Jacó. Muito embora deus o tenha aleijado, se permanentemente, não é declarado na bíblia. A manqueira de Jacó


Ele não entende que esse mensageiro estava como um homem, e lutou como homem contra Jacó, por isso Jacó estava prevalecendo sobre ele.


Os textos quando falam de anjos em forma humana, já deixam claro que eles tinham necessidades fisiológicas, comiam, bebiam, descansavam, lavavam-se.

Jacó lutou de igual para igual, homem contra homem, por isso Jacó estava prevalecendo.


Por não entender isso, o tal pastor acha que seria impossível um anjo perder para Jacó, pois não entende que esse anjo vem como um homem natural.

Ele imagina que esse mensageiro é o próprio D-us, de maneira semelhante, ele acha que o mensageiro que fala a Moisés é D-us, mesmo que no texto diga claramente : “O anjo do Eterno lhe apareceu em uma chama de fogo”.


O mensageiro traz a palavra de H’ da maneira que a recebeu.


Quando um mensageiro diz : “Eu sou o D-us de Avraham , Itzchak e Yaakov” , ele não está falando de si, mas está transmitindo a palavra que recebeu e da maneira que recebeu.


No texto do vau de Jaboque, o dissertador interpreta que foi exatamente naquele momento da luta que D-us mudou o nome de Jacó, como se D-us já não soubesse que iria mudar o seu nome.

Como se fosse coisa de momento, por Jacó estar lutando e prevalecendo, aí nesse momento, D-us decide mudar seu nome para Israel.


D-us já havia mudado o nome de Yaakov antes de ele nascer. Não foi coisa de momento devido o acontecido.


O mensageiro foi enviado justamente para isso, para mudar o nome de Jacó.


O tal pastor diz: “só pode mudar o nome de uma pessoa quem tem autoridade sobre a pessoa”.


Mas foi o tal anjo quem mudou o nome de Jacó ? Claro que não! Antes foi enviado para fazer isso.


Mas, o interessante é que, para fazer valer a sua interpretação, ele chega a dizer que D-us se deixou vencer por Jacó.


Um homem derrotando a D-us!? Estranho não?

Para alguns não é estranho.


Última edição por Mashmid em Seg Jul 20, 2009 9:38 pm, editado 1 vez(es)

Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Seg Jul 20, 2009 6:52 pm

D-us aparece a Manoach?

Citação:
“- Pulemos para outro, outro texto citado, sobre Manoá , ele coloca no estudo dele, Juízes 13, verso 21 e 22:
E nunca mais apareceu o anjo do Eterno a Manoá nem a sua mulher, então compreendeu Manoá que era o anjo do Eterno, e disse Manoá a sua mulher, certamente morreremos , porquanto temos visto a deus (Elohim).
- Diz o autor, o mesmo caso dos outros, o texto diz que era um anjo, ou seja, um elohim. Traduziram elohim por deus, mas é anjo de D-us. Finaliza o autor Mashmid.
O autor, fala dos cristãos trinitarianistas em relação a tradução, mas ele mesmo traduz e interpreta da maneira que lhe convém.
Manoá disse claramente a sua mulher, certamente morreremos, porquanto temos visto a elohim.
Como eu sei e acredito elohim pode mesmo por autoridade constituída juízes, anjos e etc...
Se supormos aqui, como que é o autor, que seja né, que a tradução correta aqui é anjo, então por que que o temor de Manoá em morrer, em ver um anjo?”


Por que o temor de Manoa?
A palavra elohim é utilizada para as potestades.

Os anjos são potestades, e também são chamados de elohim.
Ninguém veria a elohim e viveria. Mas qual elohim?


Na verdade isso é aplicado apenas a Elohim como D-us, ou seja, ninguém verá a D-us e viverá.
Porém, o temor de Manoá era ver a Elohim; mas, a qual elohim não poderiam ver?


Da maneira que o pastor interpreta, dá a entender que Manoá estava confuso e estava confundindo o mensageiro com o próprio Eterno.


Sendo que na verdade enquanto o mensageiro falava com Manoá, ele pensava que fosse um homem comum.


(Juízes 13:16) - Porém o anjo (mensageiro) do Eterno disse a Manoá: Ainda que me detenhas, não comerei de teu pão; e se fizeres holocausto o oferecerás ao Eterno. Porque não sabia Manoá que era o anjo(mensageiro) do Eterno.

Não sabia Manoá que se tratava do mensageiro, pois pensava ser um homem comum. Da mesma forma, o texto não dá em nenhum momento a entender que Monoá está confundindo esse mensageiro com o Eterno.


Podemos ver literalmente que o mensageiro adverte : “se fizeres holocausto o oferecerás ao Eterno”.

O mensageiro não receberia o holocausto, isso reforça ainda mais que ele não é D-us.

No verso 21, o texto deixa clara a compreensão de Manoá: “então compreendeu Manoá que era o anjo (mensageiro) do Eterno”.


Se o texto deixa claro que ele compreendeu que se tratava do anjo do Eterno, por acaso deve ser entendido que esse anjo é o próprio D-us?


Outra coisa que deixa claro que esse “elohim” não se trata de D-us.



As escrituras dizem, “ninguém verá a Elohim(D-us) e viverá.
Isso prova que esse elohim não é D-us, pois o viram e não morreram.


Mas, talvez alguém diga, D-us se manifestou de forma que o homem pudesse suportar.


Porém, se é o próprio D-us quem aparece a Manoá, então, o texto entraria em conflito em dizer que se trata de um mensageiro.

Logo se é o mensageiro de D-us, não é o próprio D-us.


Lembrando que toda a torah foi entregue por anjos ao homem, como diz:
(Atos 7:53) - Vós, que recebestes a lei por ordenação dos anjos, e não a guardastes.


Relembrando, teofania não significa “aparição pessoal de D-us”.
O aparecimento de um mensageiro ao homem já é a teofania, mas, o mensageiro não é o autor da mensagem, ele apenas a transmite.


D-us aparece a Abraão?

Citação:
- Existem outros versículo interessantes irmãos, que nos mostram essa auto-manifestação de D-us , através da expressão, anjo do senhor.
Olha que interessantíssimo e tremendo, em Gn 22 a partir do verso 10 diz assim:
E estendendo a mão, tomou o cutelo para imolar o filho, mas do céu lhe bradou O ANJO do Senhor, Abraão , Abraão, ele respondeu: eis me aqui. Então lhe disse: Não estenda a mão sobre o rapaz, e nada lhe faças, pois agora sei que temes a D-us. Porquanto não MEEEE... O ANJO TÁ FALANDO , porquanto não MEEEE negaste o filho. O teu único filho.


Meus amigos, o texto já diz “MENSAGEIRO”.


O anjo foi enviado para provar a Abraão, por isso diz “agora sei que temes a D-us”, pois o anjo como ser limitado, não saberia se Abraão realmente temia a D-us; portanto, se o próprio anjo o tentava, então, Abraão não “lhe” negou o filho.

Ou seja, não negou a petição do anjo, pois se tratando do anjo do Eterno, Abraão não lhe negaria o pedido. Não por obediência ao anjo, mas sim por ele vir em nome do Eterno.



Portanto o “me” tão citado pelo pastor, não prova que esse anjo é um deus.

H’ não estava querendo saber se Abraão o temia, isso H’ já sabia.


O mensageiro foi enviado para que a fé de Abraão fosse registrada em atos, pois a fé sem obras é morta.

Assim também Yov, que foi tentado por Satan, deixou seus registros de obediência ao Eterno não negando sua fé.


Se esse anjo é um deus, como pode um deus dizer “agora sei”? Agora sei, significa: “antes eu não sabia”.


O tal pastor se baseia no pronome “me” para provar a sua trindade, mas, por que será que ele não reparou no trecho que diz: “agora sei que temes a D-us”.

Não deveria ser, “agora sei que temes a mim”?


E ainda assim seria contraditório D-us não saber que Avraham o temia.


Citação:
- D-us irmãos, sempre falava com Abraão , agora no momento mais importante da vida de Abraão e da humanidade, já que isso simbolizava , o sacrifício de Jesus ... D-us enviou uma anjo para mandar recado a Abraão !? Claro que não! Era D-us falando com Abraão , como sempre falou. Só não enxerga quem é cego ou não quer enxergar


Primeiramente, não sou eu quem diz que foi um “mensageiro(anjo)”, são as escrituras.

O interessante é que ele não percebeu que em um dos momentos mais importantes da humanidade, D-us envia a Gabriel para anunciar o nascimento do messias.

Em vários momentos importantes da história da humanidade D-us enviou a profetas, e não poderia enviar a um anjo? De onde ele tirou isso?


E ele ainda afirma “claro que não!” .

Colocando os anjos (mensageiros) como enfeites de árvores de natal, que não servem para nada senão para enfeite, já que sua função de mensageiro é descartada.


Ele diz “era D-us falando com Abraão”; É verdade, assim como D-us falou pelos profetas, ou não era D-us falando pelos profetas?


Mensageiros são para entregar mensagens, não importa se era um momento importante para a humanidade, pois, como diz o texto que coloquei anteriormente:

(Atos 7:53) - Vós, que recebestes a lei por ordenação dos anjos, e não a guardastes.


Citação:
- Mas vamos ver só mais um exemplo irmãos, olha o que diz em Gn 31 de 10 a 13, a respeito da vida de Jacó .
Diz assim: Pois chegado o tempo, em que o rebanho concebia, levantei os olhos, e vi em sonhos , que os machos que cobriam as ovelhas eram listrados, salpicados e malhados; e o ANJO DE D-US me disse em sonho, Jacó , eu respondi : eis me aqui. Ele continuou, Levanta agora os olhos e vê, que todos os machos que cobrem o rebanho, são listrados, salpicados e malhados, porque vejo tudo o que Labão te está fazendo, eu sou o D-us de Betel, “Betel é D-us da casa de D-us” , onde ungiste uma coluna, onde me fizeste um voto, levanta-te agora , sai desta terra, e volta para a terra de tua parentela.
Aleluias, o anjo de D-us disse irmãos, que ele era o deus de Betel e também disse que Jacó tinha feito um voto pra ele... pro anjo!!!!
Jacó fez um voto pro anjo !!!??? Claro que não ! Ninguém faz voto pra anjo, ele fez pra D-us.
ANJO irmãos, significa mensageiro, e pelos textos e contextos mostrados nestes casos, esse mensageiro era o próprio D-us... igualmente Jesus , que nos foi o mensageiro das boas novas, e nos comunicou a vontade do Pai como homem encarnado, mas nunca deixou de ser deus , e também a segunda pessoa da “santíssima” trindade.


“É interessante que o tal pastor diz: “ANJO irmãos, significa mensageiro, e pelos textos e contextos mostrados nestes casos, esse mensageiro era o próprio D-us"



O tal pastor não percebe o disparate que comete, pois se o “anjo” é o mensageiro de D-us, como pode ele dizer que o “próprio D-us” é esse mensageiro?


Será que não percebe isso?


É o próprio D-us quem entrega as mensagens do próprio D-us?

Se é assim, não há necessidade de anjos (mensageiros). Está tão confuso quanto à trindade que ele defende.


Última edição por Mashmid em Seg Jul 20, 2009 11:35 pm, editado 6 vez(es)

Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Seg Jul 20, 2009 6:52 pm

Citação:
... igualmente Jesus , que nos foi o mensageiro das boas novas, e nos comunicou a vontade do Pai como homem encarnado, mas nunca deixou de ser deus , e também a segunda pessoa da “santíssima” trindade.”

Disse certo, igualmente a Jesus, que foi mensageiro e não o autor da mensagem, que comunica a vontade do Pai e não a dele.


Ele diz que “Jesus “ nunca deixou de ser um “deus”.

Mas, o interessante é o que diz nas traduções deles: “O verbo era deus”.

Se o verbo “era deus”, deixou de ser.


Então, quando estava com D-us era “deus”, mas quando se fez homem deixou de ser um “deus”.
Confuso, não?


D-us aparece a Josué?


Citação:
Mas antes de refutar os textos que ele citou sobre Jesus, vamos avaliar, é, essa questão, que ele levanta sobre Josué. Pois ele afirma ,mais uma vez que era apenas um anjo, mais uma vez ele disse isso.
Vejamos então... em primeiro lugar, o texto não diz somente que Josué se prostrou, que se fosse o caso poderíamos até pensar que ele apenas reverenciou o anjo, mas não só se prostrou, como claramente no texto diz, que ele também o, adorou!
Tanto, que o texto em hebraico, como as traduções, mostram claramente isso, só não enxerga quem está predisposto a não querer aceitar.
E segundo lugar, se nós lermos um versículo a frente, o verso 15, diz assim :
Respondeu o príncipe do exército do senhor a Josué, descalça a sandália de seus pés, e fez Josué assim.
Êpa ! eu já vi essa frase antes. Aonde mesmo está essa frase!? Em êxodo 3, capítulo 3 e verso 5.Vamu vê lá, Que diz, diz assim, êxodo 3:5 :
O detalhe importante irmãos, é que no verso 2, mostra claramente que quem estava falando com Moisés , era o anjo do senhor , que logo em seguida, aqui no verso 5 , é identificado como , deus;


Infelizmente o tal pastor, de certa forma, utiliza de engano; Todos que o conhecem sabem que ele não tem conhecimento do idioma hebraico e não fez o estudo baseado nos textos hebraicos.

É interessante que o próprio pastor afirma que no verso 2, quem fala é um mensageiro, ele cita: “


Citação:
O detalhe importante irmãos, é que no verso 2, mostra claramente que quem estava falando com Moisés , era o anjo do senhor ,ou seja, o anjo que apareceu lá pra Josué , usufrui da mesma frase que deus usou com Moisés, pra descalçar os pés, porque o lugar é santo, ou seja,


Exatamente, o tal anjo que aparece a Josué usufrui da mesma frase que outro anjo usou a Moisés, pois o texto diz logo de início : E apareceu o anjo do Eterno em uma chama de fogo no meio duma sarça.


Mas, isso eu já respondi anteriormente no texto, todavia o tal pastor, nem mesmo tocou no assunto.

Vejam o que eu havia dito:

A palavra traduzida como “prostrou” nesse texto é o verbo “vaipol (e caiu)”, e o verbo traduzido como “adorou” é o verbo “vayistachu (e prostrou)”.

A tradução certa seria : “E caiu com seu rosto em terra prostrando-se”.

É o mesmo caso do texto de Abraão, quando lhe aparecem os três homens, novamente vemos o verbo “vayishtachu” que é traduzido em Gn 18:2 como “e inclinou-se”, pois se prostrar em sinal de adoração é “vayishtachaveh”.

Por que em Gênesis 18:2 traduziram o verbo “vayishtachu” como “inclinou-se” , e agora traduziram como “adorou” ?

Infelizmente não temos essa diferença no grego, mas mesmo que o verbo “proskineu” também signifique “ajoelhar-se, prostrar-se” traduzem como “adorar” sendo que a palavra absoluta para adoração é “latreia

Ainda que Yeshua tenha dito que só buscava a glória daquele que o enviou insistem em idolatrá-lo.

(João 7:18 ) ...mas o que busca a glória daquele que o enviou, esse é verdadeiro, e não há nele injustiça.


Além de tudo isso, no texto hebraico, em Josué 5:14 o texto diz :

Mah adoni medaber el avdo = O que meu senhor fala ao servo d'Ele?

Para quem não conhece o hebraico, a frase, mesmo traduzida, parece não esclarecer a nada.

Mas, o que diz no texto hebraico?

O s.m.+pronome possessivo "adoni" é utilizado normalmente para qualquer pessoa, o termo já esclarece que não se trata de "Adonay", que é o termo utilizado para D-us.

Mah adoni Medaber = o que meu senhor (senhor com "s" minúsculo, pois ele utiliza "adoni") fala ...

El avdo = ao servo d'Ele (dEle D-us).


Se Josué estivesse se referindo ao "anjo" ele diria "avdecha", que é , "teu servo". Mas ele utiliza "avdo" que é o servo de um terceiro.


Josué não diz ser servo do anjo, senão utilizaria "avdecha" em vez de "avdo".

Agora eu pergunto, há como afirmar que Josué idolatra ao anjo?



Uso seletivo de predição?


Citação:
“Irmãos, Jesus na realidade , ele fazia uso seletivo e com discrição , dessa capacidade de falar, de acontecimentos futuros , tanto quanto o pai, vamu vê isso do pai !?
Olha lá em Gn 3, capítulo 9, o texto diz assim:
E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Adão, onde estás?
Ué, D-us não sabia onde ele estava? Se eu fosse tendencioso igual o autor, eu diria que D-us não sabe de tudo, mas como não vô caí nesse erro, eu sei que D-us fez isso com algum propósito, pois baseado no salmo 133, eu sei que D-us é onisciente e onipresente, assim como baseado nos textos que nós citamos a respeito do senhor Jesus, nós sabemos também que ele sabe todas as coisas, e em quem Jesus estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência.”

O tal pastor afirma que Jesus sabia do dia e hora desses acontecimentos, então quando Jesus diz “o filho não sabe”, deveria estar mentindo, pois ele sabia mas mesmo assim mentiu dizendo que não sabia.

O pastor citado não se dá conta de que está chamando a Jesus de mentiroso.
O fato de ele saber o que aconteceria antes do fim e a ordem em que aconteceriam, não significa que sabia quando (tempo) aconteceriam.

Ele diz que H’ faz uso seletivo de sua onisciência, baseado em Gênesis, quando H’ faz perguntas a Adam.

Ele diz: “D-us não sabia onde Adão estava?”
Não preciso nem responder, pois a resposta é “sim”.

Os cristãos que dizem ter interpretação espiritual dada pelo “espírito” nunca entenderam o motivo pelo qual D-us faz as perguntas a Adam. Mas, vamos ajudá-los a entender o motivo pelo qual D-us faz essas perguntas.

D-us sabia o que Adam havia feito. Então, por que D-us pergunta a Adam?

Não existe melhor prova de culpa do que a própria pessoa confessar a culpa, pois é réu confesso.

H’ não pergunta a Adam para saber o que ele havia feito , mas pergunta para obter respostas.
Pois, sem perguntas não há respostas.


Era apenas para fazer a Adam confessar a sua culpa, como está escrito:

(Mateus 12:37) - Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas palavras serás condenado.

(Romanos 3:4) - De maneira nenhuma; sempre seja Deus verdadeiro, e todo o homem mentiroso; como está escrito: Para que sejas justificado em tuas palavras, E venças quando fores julgado.



Adam só precisava confessar, e é justamente por isso que H’ pergunta, pois a confissão de Adam tinha que ser dita e não porque D-us não sabia o que havia feito.


Para afirmar a “onisciência” de Jesus, o pastor utiliza o texto abaixo:

Olhem também o que ta escrito, que é interessante, em colossenses capítulo 2 e verso 2 e 3, está assim :
(Colossenses 2:2) - Para que os seus corações sejam consolados, e estejam unidos em amor, e enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus e Pai, e de Cristo,
(Colossenses 2:3) - Em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência.
Aí tá escrito: escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência. Aleluiah !!!!


O tal pastor acredita que todos os mistérios da ciência e sabedoria estão escondidos em Jesus.
Mas, vejamos se é isso mesmo.

Paulo adverte aos colossenses que "tenham seus corações enriquecidos de inteligência", para o conhecimento do ... ???

Prestem atenção na frase: “para conhecimento do mistério de Deus e Pai, e do Messias

Onde estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência?


Vejamos:

No grego nós temos o termo “en ho” que é “no qual” que não é necessariamente “em quem”.

Pelo próprio contexto, mesmo em português, dá para entender o texto.

para conhecimento do mistério de Deus e Pai, e do Messias, no qual estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência.”

Escondidos onde mesmo?

Escondidos no mistério de Deus e do Messias.

Refere-se a “mistério”.

Mistério de Deus o Pai , e de Cristo, no qual estão escondidos todos os tesouros...

É pura má interpretação de texto.


Citação:
“Vamu vê outro texto. Que mostra o pai fazendo uso seletivo da sua onisciência. Vamu vê , Gn capítulo 18 de 20 a 21. Diz o texto
(Gênesis 18:20) - Disse mais o SENHOR: Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se tem multiplicado, e porquanto o seu pecado se tem agravado muito,
(Gênesis 18:21) - Descerei agora, e verei se com efeito têm praticado segundo o seu clamor, que é vindo até mim; e se não, sabê-lo-ei.
Ahhh... deus tinha que descer para saber se era daquele jeito irmãos? É claro que não, era um propósito e um plano dele, não vou ser tendencioso de novo aqui , igual o autor ta sendo com Jesus , sem se preocupar com o contexto das escrituras e tirar precipitações errôneas e tendenciosas.”


O tal pastor não sabe o que é contexto, ele só não percebeu que esse texto se refere aos homens (anjos) que falavam com Abraão, pois estavam junto a Abraão, próximos aos carvalhais de Mamreh e desceriam dali até Sodoma, para saberem se realmente estavam fazendo segundo o seu clamor.

Esse texto reforça ainda mais que esses três anjos não são deuses, pois teriam que descer até Sodoma pra saberem se o clamor deles era segundo suas obras.

O interessante é que os anjos sendo elohim, semelhantemente aos juízes de Israel que são chamados elohim, têm autoridade para julgar as obras do povo, entre o certo e o errado (pois conhecem o bem e o mal).

Isso mostra que H' não trata aos anjos como seres ignorantes que não sabem distinguir, mas os dá autonomia para julgar.

Se os homens podem julgar, assim como os juízes e os reis (Shlomoh por exemplo), por que os anjos não poderiam?


Se esses anjos eram deuses, não deveriam saber o que Sodoma fazia?

Realmente esses mensageiros não poderiam saber, e isso prova que realmente não são deuses, mas seres limitados.

Da mesma maneira, o anjo que grita a Abraão quando ele levanta o cutelo para sacrificar a Isaque, diz: “Agora sei que temes a D-us”.


Só o fato de o texto dizer que se trata do anjo, já seria suficiente, o fato de esse ser não saber, comprova mais ainda que não se trata de D-us.


O anjo do Eterno é Jesus?

Segundo o tal pastor, após a vinda de Yeshua, o anjo do Eterno desapareceu de cena, porque esse "anjo do Senhor" era o próprio Jesus.

O interessante é que na brit chadashah, o "anjo do Eterno" aparece antes e depois do nascimento de Jesus.


Vejamos:

Mateus 2:19 Morto, porém, Herodes, eis que o anjo do Senhor apareceu num sonho a José no Egito,

Mateus 2: Dizendo: Levanta-te, e toma o menino e sua mãe, e vai para a terra de Israel; porque já estão mortos os que procuravam a morte do menino.


Mas o "anjo do Senhor" não é Jesus? Como pode então o "anjo do Senhor" aparecer após o nascimento de Jesus?

Engraçado, não ?


E também em :

(Lucas 2:9) - E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor.

(Atos 8:26) - E o anjo do SENHOR falou a Filipe, dizendo: Levanta-te, e vai para o lado do sul, ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza, que está deserta.

(Atos 12:7) - E eis que sobreveio o anjo do Senhor, e resplandeceu uma luz na prisão; e, tocando a Pedro na ilharga, o despertou, dizendo: Levanta-te depressa. E caíram-lhe das mãos as cadeias.

(Atos 12:23) - E no mesmo instante feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus e, comido de bichos, expirou.


Onde está a coerência da filosofia cristã? Sumiu?



Bem, finalizo por aqui esta síntese, talvez tenhamos mais acréscimos conforme a necessidade.

Shalom a todos!

Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

tirando dúvidas

Mensagem por Valdiney em Qui Maio 06, 2010 6:55 pm

Quero deixar claro que esta defesa não é minha posição, porem são textos difíceis de refutar e peço a tua ajuda diante desses textos.

Deus


A Bíblia diz que só um é chamado Deus (Dt 4:35; 39; Is 44:6, 8; 45:5; 46:9); no entanto diz que cada uma destas Pessoas é Deus...

A Bíblia diz que só um é chamado Deus (Dt 4:35, 39; Is 44:6, 8; 45:5, 21; 46:9); no entanto ensina que cada Pessoa da Trindade é DEUS

“Foi a ti que ele mostrou tudo isso, para que soubesses que YAHVEH É O ÚNICO DEUS. ALÉM DELE NÃO EXISTE OUTRO” (Dt 4:35)

“Portanto, reconhece hoje e medita em teu coração: YAHVEH É O ÚNICO DEUS, TANTO NO ALTO DO CÉU, COMO CÁ EMBAIXO, NA TERRA. NÃO EXISTE OUTRO!” (Dt 4:39)

“Assim diz Yahweh, o rei de Israel, Yahweh dos Exércitos, o seu redentor: EU SOU O PRIMEIRO, E O ÚLTIMO, E FORA DE MIM NÃO HÁ DEUS” (Is 44:6)

“Não vos apavoreis, nem temais; não vo-lo dei a conhecer há muito tempo e não o anunciei? Vós sois as minhas testemunhas. PORVENTURA EXISTE UM DEUS FORA DE MIM? NÃO EXISTE OUTRA ROCHA: EU NÃO CONHEÇO NENHUMA! (Is 44:Cool

“EU SOU YAHWEH, E NÃO HÁ OUTRO; FORA DE MIM NÃO HÁ DEUS; Embora não me conheças, eu te cinjo, ” (Is 45:5)

“Anunciai, trazei as vossas provas, - sim, tomem conselho entre si! Quem proclamou isto desde os tempos antigos? Quem o anunciou desde há muito tempo? Não fui eu, Yahweh? NÃO HÁ OUTRO DEUS FORA DE MIM, DEUS JUSTO E SALVADOR NÃO EXISTE, A NÃO SER EU”. (Is 45:21)

“Lembrai-vos das coisas passadas há muito tempo, porque EU SOU DEUS E NÃO HÁ OUTRO! SIM, SOU DEUS, E NÃO HÁ QUEM SEJA IGUAL A MIM” (Is 46:9)
O PAI É DEUS

“E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por ÚNICO DEUS VERDADEIRO, e a Jesus Cristo, a quem enviaste ” (Jo 17:3)

“ ...sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que NÃO HÁ OUTRO DEUS, SENÃO UM SÓ”...”TODAVIA PARA NÓS HÁ UM SÓ DEUS, O PAI de quem é tudo e para quem vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele” (1ª Co 8:4, 6)

“UM SÓ DEUS E PAI DE TODOS, o qual é sobre todos, e por todos e em todos” (Ef 4:6)
O FILHO É DEUS

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o VERBO ERA DEUS” (Jo 1:1)

“Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, DEUS BENDITO ETERNAMENTE: amém” (Rm 9:5)

“MAS, DO FILHO, DIZ: Ó DEUS, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos, cetro de eqüidade é o cetro do teu reino. Amaste a justiça e aborreceste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus te ungiu, com óleo de alegria mais do que a teus companheiros. E TU, SENHOR, NO PRINCÍPIO FUNDASTE A TERRA, E OS CÉUS SÃO OBRA DE TUAS MÃOS;” (He 1:8-10)

Compare com

“O teu trono, ó Deus, é eterno e perpétuo; o cetro do teu reino é um cetro de eqüidade. Tu amas a justiça e aborreces a impiedade; por isso Deus, o teu Deus te ungiu, com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.” (Sl 45:6-7);

“E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. ESTE É O VERDADEIRO DEUS E A VIDA ETERNA” (1ª Jo 5:20)
O ESPÍRITO SANTO É DEUS

“Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade? Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? NÃO MENTISTE AOS HOMENS, MAS A DEUS” (At 5:3-4);

“Homens de dura cerviz, e incircuncisos de coração e ouvido: vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim vós sois como vossos pais”. (At 7:51)

Compare com

“E tentaram a Deus nos seus corações, pedindo carne para satisfazerem o seu apetite. E falaram contra Deus, e disseram: Poderá Deus porventura preparar-nos uma mesa no deserto?”(Sl 78:18-19)





YAHWEH

A Bíblia nos ensinam que somente um é chamado YAHWEH (Dt 6:4; Ne 9:6; Sl 83:18; Is 45:5-6, 18); no entanto nos ensinam que cada uma dessas Pessoas é YAHWEH.

“Ouve, ó Israel: YAHWEH NOSSO DEUS É O ÚNICO YAHWEH!” (Dt 6:4)

“És tu, YAHWEH, QUE ÉS O ÚNICO!” (Ne 9:6)

“Saberão assim que SÓ TU TENS O NOME DE YAHWEH, O ALTÍSSIMO SOBRE A TERRA”
(Sl 83:18).

“ EU SOU YAHWEH, E NÃO HÁ OUTRO; FORA DE MIM NÃO HÁ DEUS; Embora não me conheças, eu te cinjo, a fim de que se saiba desde o nascente do sol até o poente que, FORA DE MIM, NÃO HÁ NINGUÉM: EU SOU YAHWEH E NÃO HÁ NENHUM OUTRO!” (Is 45:5-6).

“ “Com efeito, assim diz Yahweh, o criador dos céus, - ele é Deus, o que modelou a terra e a fez, ele a estabeleceu; não há criou como um deserto, antes a modelou para ser habitada. EU SOU YAHWEH: NÃO HÁ NENHUM OUTRO”. (Is 45:18)


O PAI É YAHWEH

“Não há Santo como Yahweh (porque não há outro além de ti) e Rocha alguma existe como o nosso Deus” (1° Sm 2:2));

“Yahweh, ninguém há como tu, e não há Deus fora de Ti, conforme tudo quanto ouvimos com os nossos ouvidos”. (1° Cr 17:20);

“É verdade, ó Yahweh, que os reis da Assíria destruíram todas as nações, e lançaram os seus deuses no fogo, porque não eram deuses, mas sim obra de mãos humanas, feitos de madeira e de pedra, que aqueles destruíram.” (Is 37:20)
O FILHO É YAHWEH

“Uma voz clama: No deserto, abri um caminho para Yahweh; na estepe, aplainai uma vereda para o nosso Deus”. (Is 40:3);

Compare com

“Porque este é o anunciado pelo profeta Isaias, que disse: Voz do que clama no deserto: preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas” (Mt 3:3);

“Eis que dias virão – oráculo de Yahweh – em que suscitarei a Davi um germe justo; um rei reinará e agirá com inteligência e exercerá na terra o direito e a justiça. Em seus dias, Judá será salvo e Israel habitará em segurança. Este é o nome com que o chamarão: “Yahweh, nossa justiça”” (Jr 23:5-6)
O ESPÍRITO SANTO É YAHWEH

“Quando chegava a Lequi e os filisteus corriam em sua direção gritando de júbilo, o espírito de Yahweh veio sobre Sansão: as cordas que amarravam seus braços se tornaram como fios de linho queimados ao fogo, e os laços que o prendiam se soltaram das suas mãos”. (Jz 15:14);

compare com

“Ela gritou: Os filisteus vêm sobre ti, Sansão! Acordando de seu sono, ele pensou: Sairei como das outras vezes e me livrarei. Mas não sabia que Yahweh tinha se retirado dele.”; (Jz 16:20)

“E deu àquele lugar o nome de Massa e Meriba, por causa da discussão dos filhos de Israel e porque colocaram Yahweh à prova, dizendo: Está Yahweh no meio de nós, ou não?” (Ex 17:7)

compare com

“Portanto, como diz o Espírito Santo, se ouvirdes hoje a sua voz. Não endureçais os vossos corações como na provocação, no dia da tentação no deserto, onde vossos pais me tentaram, me provaram, e viram por quarenta anos as minhas obras” (He 3:7-9);

“Disse Yahweh: Ouvi, pois, as minhas palavras: Se há entre vós um profeta, é em visão que me revelo a ele, é em sonho que lhe falo”(Nm 12:6)

compare com

“Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo” (2ª Pe 1:21)



DEUS DE ISRAEL

Segundo a Palavra de Deus, somente um é chamado DEUS DE ISRAEL (Dt 5:1, 6, 7); A Bíblia, entretanto ensina que cada Pessoa da Trindade é DEUS DE ISRAEL

“E chamou Moisés a todo o Israel, e disse-lhes: Ouve, ó Israel, os estatutos e juízos que hoje vos falo aos ouvidos: e aprendê-los-eis,e guarda-los-eis, para os cumprir; Yahweh nosso Deus concluiu conosco uma aliança no Horeb”; (Dt 5:2)

“Eu sou Yahweh teu Deus, Aquele que te fez sair da terra do Egito, da casa da servidão. Não terá outro Deus diante de mim”. (Dt 5:6, 7)

O PAI É DEUS DE ISRAEL

“ “Bendito seja o Senhor Deus, o Deus de Israel, que só ele faz maravilhas.” (Sl 72:18)

“ E depois foram Moisés e Arão e disseram a Faraó: Assim diz o SENHOR Deus de Israel: Deixa ir o meu povo, para que me celebre uma festa no deserto.” (Ex 5:1)

“ Três vezes ao ano todos os homens aparecerão perante o Senhor DEUS, o Deus de Israel;” (Ex 34:23)
O FILHO É DEUS DE ISRAEL

“ “E disse-me o Senhor: Esta porta estará fechada, e não se abrirá; ninguém entrará por ela,porque o Senhor Deus de Israel entrou por ela; por isso estará fechada.”;” (Ez 44:2)

“ “E converterá muito dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus, e irá adiante deles no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos; com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto.”” (Lc 1:16-17)
O ESPÍRITO É DEUS DE ISRAEL

““O Espírito do Senhor falou por mim, e a sua palavra esteve em minha boca. Disse o Deus de Israel, a Rocha de Israel a mim me falou: Haverá um justo que domine sobre os homens, que domine no temor de Deus”” (2ª Sm 23:2-3).;




SENHOR

A Bíblia nos ensinam que somente um é chamado SENHOR (Mc 12:29); ...no entanto. Diz que cada uma dessas Pessoas é SENHOR.

“E Jesus respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor”. (Mc 12:29)



O PAI É SENHOR

“O filho honrará o pai, e o servo ao seu senhor; e, se eu sou Pai, onde estará a minha honra? E, se eu sou Senhor, onde está o meu temor? Diz o Senhor dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome e dissestes: em que desprezamos nós o teu nome?” (Ml 1:6);

“E a multidão que ia adiante, e a que seguia, clamava, dizendo: Hosana ao Filho de Davi; bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas. ” . (Mt 21:9);

“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento” .(Mt 22:37)

“E tocou o sétimo anjo a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre”.(Ap 11:15)
O FILHO É SENHOR

“A palavra que ele enviou aos filhos de Israel, anunciando a paz por Jesus Cristo (este é Senhor de todos)” . (At 10:36);

“Porquanto não há diferença entre judeu e grego: porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam”. (Rm 10:12)

“Portanto vos quero fazer compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus diz: Jesus é anátema, e ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor, senão pelo Espírito Santo” (1ª Co 12:3)

“Um só Senhor, uma só fé, um só batismo” ; (Ef 4:5)

“E toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai” . (Fp 2:11)
O ESPÍRITO SANTO É SENHOR

“Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim. Então disse ele: Vai, e dize a este povo: Ouvis, de fato, e não entendereis, e vedes, em verdade, mas não percebeis. Engorda o coração deste povo, e endurece-lhe os ouvidos, e fecha-lhe os olhos; não venha ele a ver com os seus olhos e a ouvir com os seus ouvidos, e a entender com o seu coração, e a converter-se, e a ser sarado”. (Is 6:8-10)

Compare com

“E como ficaram entre si discordes, se despediram, dizendo Paulo esta palavra: Bem falou o Espírito Santo a nossos pais pelo profeta Isaías, dizendo: Vai a este povo, e dize: De ouvido ouvireis, e de maneira nenhuma entendereis; e, vendo, vereis, e de maneira nenhuma percebereis. Porque o coração deste povo está endurecido, e com os ouvidos ouviram pesadamente, e fecharam os olhos, para que nunca com os olhos vejam, nem com os ouvidos ouçam, nem do coração entendam, e se convertam e eu os cure” .(At 28:25-27);

“Mas quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará. Ora o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor ai há liberdade”. (2ª Co 3:16-17)




YAHWEH-DEUS

Segundo a Palavra de Deus, somente um é chamado YAHWEH-DEUS (2ª Sm 7:22); entretanto ela mesma nos ensina que cada Pessoa da Trindade é YAHWEH-DEUS.

“É por isso que és grande, Senhor Yahweh: ninguém há como tu, e não existe outro Deus além de ti somente, como aprenderam nossos ouvidos”.(2ª Sm 7:22)
O PAI É YAHWEH-DEUS

“Mas eu sou Yahweh, teu Deus, desde a terra do Egito. Não deves reconhecer outro Deus além de mim, não há salvador que não seja eu.” (Os 13:4)
O FILHO É YAHWEH-DEUS

“ “Conduziu-me então para o pórtico exterior do santuário, que dava para o oriente, o qual estava fechado. Yahweh me disse: Este pórtico ficará fechado. Não se abrirá e ninguém entrará por ele, porque por ele entrará Yahweh, o Deus de Israel, pelo que permanecerá fechado” (Ez 44:2)
O ESPÍRITO SANTO É YAHWEH-DEUS

“Homens de dura cerviz, e incircuncisos de coração e ouvido: vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim vós sois como vossos pais”. (At 7:51);

Compare com

“Levantaram-se e fugiram ao anoitecer, abandonando suas Eles porém, não prestaram ouvidos, mostrando-se tão obstinados como os seus pais que não tinham dado crédito a Yahweh-Deus, seu Senhor.” (2° Reis 17:14)



ATRIBUTOS METAFÍSICOS DE CADA UMA DESSAS TRÊS PESSOAS


ONIPOTENTE

A Bíblia afirma que somente Deus é Onipotente (Dt 3:24; Sl 89:6-8; Is 43:12-13; Jr 10:6), e ela mesma ensina também que cada uma dessas três Pessoas é Onipotente.

”Senhor Jeová já começaste a mostrar ao teu servo a tua grandeza e a tua forte mão; porque, que Deus há nos céus e na terra, que possa obrar segundo as tuas obras, e segundo a tua fortaleza” .(Dt 3:24)

”Pois quem no céu se pode igualar ao Senhor? Quem é semelhante ao Senhor entre os filhos dos poderosos?” (Sl 89:6-Cool

”Eu anunciei, e eu salvei, e eu o fiz ouvir, e deus estranho não houve entre vós, pois vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor; eu sou Deus. Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos: operando eu, quem impedirá?” (Is 43:12-13)

”Ninguém há semelhante a ti, ó Senhor; tu és grande, e grande o teu nome em força” (Jr 10:6)

O PAI É ONIPOTENTE

“” E disse: Ah! Senhor Deus de nossos pais, porventura não és tu Deus nos céus? Pois tu és Dominador sobre todos os reinos das gentes, e na tua mão há força e poder e não há quem te possa resistir”.[/COLOR] (2° Cr 20:6)

“Com efeito, Yahweh dos Exércitos tomou uma decisão, quem a anulará? A sua mão está estendida, quem a fará recuar?” (Is 14:27)

“e qual é a extraordinária grandeza do seu poder para nós, os que cremos, conforme a ação do seu poder eficaz,...” (Ef 1:19)
O FILHO É ONIPOTENTE

“E chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra”.(Mt 28:18)

“Que transformará nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas.” [/COLOR] (Fp 3:21)

“Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é e que era, e que há de vir, o Todo-poderoso.” (Ap 1:Cool

“E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre.” (Ap 3:7)
O ESPÍRITO SANTO É ONIPOTENTE

“E respondeu, e me falou, dizendo: esta é a palavra do Senhor a Zorobabel, dizendo: não por força nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos”.(Zc 4:6);

“E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do altíssimo te cobrirá com a sua sombra; pelo que também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado de Filho de Deus”. (Lc 1:35)

“e qual é a extraordinária grandeza do seu poder para nós, os que cremos, conforme a ação do seu poder eficaz,...” (Ef 1:19)




ONIPRESENTE

As Santas Escrituras ensinam que somente Deus é Onipresente (Jr 23:23-24); no entanto revelam também que cada uma dessas três Pessoas é Onipresente.

“ Porventura sou eu Deus de perto, diz o SENHOR, e não também Deus de longe? Esconder-se-ia alguém em esconderijos, de modo que eu não o veja? diz o SENHOR. Porventura não encho eu os céus e a terra? diz o SENHOR” (Jr 23:23-24)

O PAI É ONIPRESENTE

“Ainda que cavem até ao inferno, a minha mão os tirará dali; e, se subirem ao céu, dali os farei descer. E, se se esconderem no cume do Carmelo, buscá-los-ei, e dali os tirarei; e, se dos se ocultarem no fundo do mar, ali darei ordem à serpente, e ela os picará.”

“E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.” (He 4:13)
O FILHO É ONIPRESENTE

“Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.”.(Mt 18:20)

“ Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” (Mt 28:20)

“Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu.” (Jo 3:13)

O ESPÍRITO SANTO É ONIPRESENTE

“Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também. Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.”. (Sl 139:7-10);

“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?”. (1ª Co 3:16)

“O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.” (Jo 14:17)




ONISCIENTE

Ao lermos as Escrituras Sagradas descobrimos que somente Deus é Onisciente (1° Rs 8:39; Dn 2:20-22; Mt 24:36); no entanto revelam também que cada uma dessas três Pessoas é Onisciente.

“ Ouve tu então nos céus, assento da tua habitação, e perdoa, e age, e dá a cada um conforme a todos os seus caminhos, e segundo vires o seu coração, porque só tu conheces o coração de todos os filhos dos homens.” (1° Rs 8:39)

“ Falou Daniel, dizendo: Seja bendito o nome de Deus de eternidade a eternidade, porque dele são a sabedoria e a força; E ele muda os tempos e as estações; ele remove os reis e estabelece os reis; ele dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos entendidos. Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz.” (Dn 2:20-22)

“ Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai.” (Mt 24:36)

O PAI É ONISCIENTE

“SENHOR, tu me sondaste, e me conheces. Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos. Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó SENHOR, tudo conheces .” (139:1-4)

“E tu, meu filho Salomão, conhece o Deus de teu pai, e serve-o com um coração perfeito e com uma alma voluntária; porque esquadrinha o SENHOR todos os corações, e entende todas as imaginações dos pensamentos; se o buscares, será achado de ti; porém, se o deixares, rejeitar-te-á para sempre..” (1° Cr 28:9)

“E bem sei eu, Deus meu, que tu provas os corações, e que da sinceridade te agradas; eu também na sinceridade de meu coração voluntariamente dei todas estas coisas; e agora vi com alegria que o teu povo, que se acha aqui, voluntariamente te deu..” (1° Cr 29:17)

“Tenha já fim a malícia dos ímpios; mas estabeleça-se o justo; pois tu, ó justo Deus, provas os corações e os rins.” (Sl 7:9)

“Eu anunciei, e eu salvei, e eu o fiz ouvir, e deus estranho não houve entre vós, pois vós sois as minhas testemunhas, diz o SENHOR; eu sou Deus..” (Is 43:12)

“Por isso te anunciei desde então, e te fiz ouvir antes que acontecesse, para que não dissesses: O meu ídolo fez estas coisas, e a minha imagem de escultura, e a minha imagem de fundição as mandou. Já o tens ouvido; olha bem para tudo isto; porventura não o anunciareis? Desde agora te faço ouvir coisas novas e ocultas, e que nunca conheceste Agora são criadas, e não de há muito, e antes deste dia não as ouviste, para que porventura não digas: Eis que eu já as sabia..” (Is 48:5-7)

“Eis que as primeiras coisas já se cumpriram, e as novas eu vos anuncio, e, antes que venham à luz, vo-las faço ouvir..” (Is 42:9)

“Por isso diz também a sabedoria de Deus: Profetas e apóstolos lhes mandarei; e eles matarão uns, e perseguirão outros;.” (Lc 11:49)

“E disse-me: Estas palavras são fiéis e verdadeiras; e o Senhor, o Deus dos santos profetas, enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer..”(Ap 22:6)
O FILHO É ONISCIENTE

“E eis que alguns dos escribas diziam entre si: Ele blasfema. Mas Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse: Por que pensais mal em vossos corações?.”.(Mt 9:3-4)

“ Mas o mesmo Jesus não confiava neles, porque a todos conhecia; E não necessitava de que alguém testificasse do homem, porque ele bem sabia o que havia no homem.” (Jo 2:24-25)

“Agora conhecemos que sabes tudo, e não precisas de que alguém te interrogue. Por isso cremos que saíste de Deus.” (Jo 16:30)

“Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? E disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo. Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.” (Jo 21:17)

“Para que os seus corações sejam consolados, e estejam unidos em amor, e enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus e Pai, e de Cristo, Em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência.” (Cl 2:2-3)

“E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela, Dizendo: Ah! se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos. Porque dias virão sobre ti, em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te estreitarão de todos os lados; E te derrubarão, a ti e aos teus filhos que dentro de ti estiverem, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, pois que não conheceste o tempo da tua visitação.” (Lc 19:41-44)

“Mas há alguns de vós que não crêem. Porque bem sabia Jesus, desde o princípio, quem eram os que não criam, e quem era o que o havia de entregar.” (Jo 6:64)

“Sabendo, pois, Jesus todas as coisas que sobre ele haviam de vir, adiantou-se, e disse-lhes: A quem buscais?” (Jo 18:4)
O ESPÍRITO SANTO É ONISCIENTE

“ Caiu, pois, sobre mim o Espírito do SENHOR, e disse-me: Fala: Assim diz o SENHOR: Assim haveis falado, ó casa de Israel, porque, quanto às coisas que vos sobem ao espírito, eu as conheço.”. (Ez 11:5);

“E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos. E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”. (Rm 8:26-27)

“Mas Deus nos revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.” (1ª Co 2:10-11);

“E fora-lhe revelado, pelo Espírito Santo, que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor..” (Lc 2:26)

“Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;.” (1ª Tm 4:1)

“Indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir..” (1ª Pe 1:11)




Eterno:

A Bíblia é clara em ensinar que somente Deus é eterno (Is 40:28; 41:4; 43:10, 13; 44:6); e com a mesma clareza ensina também que cada uma dessas três Pessoas é eterna.

“ Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? É inescrutável o seu entendimento.”(Is 40:28)

“Quem operou e fez isto, chamando as gerações desde o princípio? Eu o SENHOR, o primeiro, e com os últimos eu mesmo.” (Is 41:4)

“ Vós sois as minhas testemunhas, diz o SENHOR, e meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá.” (Is 43:10)

“ Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” (Is 43:13)

“ Assim diz o SENHOR, Rei de Israel, e seu Redentor, o SENHOR dos Exércitos: Eu sou o primeiro, e eu sou o último, e fora de mim não há Deus.” (Is 44:6)
O PAI É ETERNO

“Para de manhã anunciar a tua benignidade, e todas as noites a tua fidelidade” (Sl 92:2)

“O teu trono está firme desde então; tu és desde a eternidade.” (Sl 93:2)

O FILHO É ETERNO

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.”.(iS 9:6)

“ E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.” (Mq 5:2)

“ No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” (Jo 1:1)

“Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou.” (Jo 8:58)

“E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse” (Jo 17:5)

“Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu me amaste antes da fundação do mundo.” (Jo 17:24)

“E eu, quando vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo-me: Não temas; Eu sou o primeiro e o último; E o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém. E tenho as chaves da morte e do inferno.” (Ap 1:17-18)
O ESPÍRITO SANTO É ETERNO

“ E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.”. (Gn 1:2);

“Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?". (He 9:14)




Criador

Entendemos na Bíblia que somente Deus é o Criador (Is 44:24; 45:5-7, 18); e aprendemos também pela sua leitura que cada uma dessas três Pessoas é o Criador.

“Assim diz o SENHOR, teu redentor, e que te formou desde o ventre: Eu sou o SENHOR que faço tudo, que sozinho estendo os céus, e espraio a terra por mim mesmo;” (Is 44:24)

“Eu sou o SENHOR, e não há outro; fora de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que tu não me conheças; Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o SENHOR, e não há outro. Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas.” (Is 45:5-7)

“Porque assim diz o SENHOR que tem criado os céus, o Deus que formou a terra, e a fez; ele a confirmou, não a criou vazia, mas a formou para que fosse habitada: Eu sou o SENHOR e não há outro.” (Is 45:18)
O PAI É CRIADOR

“Só tu és SENHOR; tu fizeste o céu, o céu dos céus, e todo o seu exército, a terra e tudo quanto nela há, os mares e tudo quanto neles há, e tu os guardas com vida a todos; e o exército dos céus te adora.” (Ne 9:6)

“Eu fiz a terra, o homem, e os animais que estão sobre a face da terra, com o meu grande poder, e com o meu braço estendido, e a dou a quem é reto aos meus olhos.” (Jr 27:5)

“O que fez os céus e a terra, o mar e tudo quanto há neles, e o que guarda a verdade para sempre;” (Sl 146:6)

“E dizendo: Senhores, por que fazeis essas coisas? Nós também somos homens como vós, sujeitos às mesmas paixões, e vos anunciamos que vos convertais dessas vaidades ao Deus vivo, que fez o céu, e a terra, o mar, e tudo quanto há neles;” (At 14:15)

O FILHO É CRIADOR

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus.Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.”.(Jo 1:1-3)

“Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele. E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.” (Cl 1:16-18)

“A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo.” (He 1:2)

“E: Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, E os céus são obra de tuas mãos.” (He 1:10)
O ESPÍRITO SANTO É CRIADOR

“Pelo seu Espírito ornou os céus; a sua mão formou a serpente enroscadiça.” (Jó 26:13);

“O Espírito de Deus me fez; e a inspiração do Todo-Poderoso me deu vida.". (Jó 33:4)

“Envias o teu Espírito, e são criados, e assim renovas a face da terra.". (Sl 104:30)





Vida

Entendemos na Bíblia que Deus somente é a Fonte da Vida (Dt 32:39); no entanto ela afirma que cada uma dessas três Pessoas é a Fonte da Vida.

“Vede agora que eu, eu o sou, e mais nenhum deus há além de mim; eu mato, e eu faço viver; eu firo, e eu saro, e ninguém há que escape da minha mão.” (Dt 32:39)
O PAI É VIDA

“Porque em ti está o manancial da vida; na tua luz veremos a luz.” (sL 36:9)

“Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas;” (At 17:25)

“Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos; como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração.” (At 17:28)
O FILHO É VIDA

“Nele estava a vida e a vida era a luz dos homens”.(Jo 1:4)

“Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;” (Jo 11:25)
O ESPÍRITO É VIDA

“Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte.” (Rm 8:2);

“O Espírito de Deus me fez; e a inspiração do Todo-Poderoso me deu vida.". (Jó 33:4)





Bom

A Bíblia nos ensina que somente Deus é bom (Mt 19:17; Mc 10:18; Lc 18:19); mas ela mesma afirma que cada uma dessas três Pessoas possuem o atributo da Bondade.

“E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos.” (Mt 19:17)

“E Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom senão um, que é Deus.” (Mc 10:18)

“Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom, senão um, que é Deus.” (Lc 18:19)

O PAI É BOM

“Pois tu, Senhor, és bom, e pronto a perdoar, e abundante em benignidade para todos os que te invocam.” (Sl 86:5)

“Porque a tua benignidade se estende até aos céus, e a tua verdade chega até às mais altas nuvens.” (Sl 108:4)

“Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus.” (Lc 6:35)

O FILHO É BOM

“ Além disto, eu, Paulo, vos rogo, pela mansidão e benignidade de Cristo, eu que, na verdade, quando presente entre vós, sou humilde, mas ausente, ousado para convosco;”.(2ª Co 10:1)

“Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo bem, e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele.” (At 10:38)

O ESPÍRITO SANTO É BOM

“E deste o teu bom espírito, para os ensinar; e o teu maná não retiraste da sua boca; e água lhes deste na sua sede.” (Ne 9:20);

“Ensina-me a fazer a tua vontade, pois és o meu Deus. O teu Espírito é bom; guie-me por terra plana.". (Sl 143:10)




Santo

As Santas Escrituras dizem que somente Deus é santo (1º Sm 2:2; Êx 15:11; Is 40:25; Ap 15:3-4), mas mesmo assim elas ensinam que cada uma dessas três Pessoas tem o atributo da Santidade.

“Não há santo como o SENHOR; porque não há outro fora de ti; e rocha nenhuma há como o nosso Deus.” (1º Sm 2:2)

“O SENHOR, quem é como tu entre os deuses? Quem é como tu glorificado em santidade, admirável em louvores, realizando maravilhas?” (Êx 15:11)

“A quem, pois, me fareis semelhante, para que eu lhe seja igual? diz o Santo.” (Is 40:25)

“E cantavam o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do Cordeiro, dizendo: Grandes e maravilhosas são as tuas obras, Senhor Deus Todo-Poderoso! Justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei dos santos. Quem te não temerá, ó Senhor, e não magnificará o teu nome? Porque só tu és santo; por isso todas as nações virão, e se prostrarão diante de ti, porque os teus juízos são manifestos.” (Ap 15:3-4)


O PAI É SANTO

“Fala a toda a congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, o SENHOR vosso Deus, sou santo.” (Lv 19:2)

“E ser-me-eis santos, porque eu, o SENHOR, sou santo, e vos separei dos povos, para serdes meus.” (Lv 20:26)

“E clamavam uns aos outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória.” (Is 6:3)

“E os quatro animais tinham, cada um de per si, seis asas, e ao redor, e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir.” (Ap 4:Cool

O FILHO É SANTO

“ Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade, para cessar a transgressão, e para dar fim aos pecados, e para expiar a iniqüidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o Santíssimo.”.(Dn 9:24)

“Mas vós negastes o Santo e o Justo, e pedistes que se vos desse um homem homicida.” (At 3:14)

“Quem te não temerá, ó Senhor, e não magnificará o teu nome? Porque só tu és santo; por isso todas as nações virão, e se prostrarão diante de ti, porque os teus juízos são manifestos.” (Ap 15:4)

O ESPÍRITO SANTO É SANTO

“Mas eles foram rebeldes, e contristaram o seu Espírito Santo; por isso se lhes tornou em inimigo, e ele mesmo pelejou contra eles.” (Is 63:10);

“Que seja ministro de Jesus Cristo para os gentios, ministrando o evangelho de Deus, para que seja agradável a oferta dos gentios, santificada pelo Espírito Santo.". (Rm 15:16)

“ E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo.". (1ª Jo 2:20)






Verdadeiro

Compreendemos pelas Santas Escrituras que somente Deus é verdadeiro (Jo 17:3), mas lemos também que elas ensinam que cada uma dessas três Pessoas é Verdadeira .

“E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.” (Jo 17:3)

O PAI É VERDADEIRO

“Ele é a Rocha, cuja obra é perfeita, porque todos os seus caminhos justos são; Deus é a verdade, e não há nele injustiça; justo e reto é.” (Dt 32:4)

“Mas o SENHOR Deus é a verdade; ele mesmo é o Deus vivo e o Rei eterno; ao seu furor treme a terra, e as nações não podem suportar a sua indignação.” (Jr 10:10)

O FILHO É VERDADEIRO

“E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.”.(Jo 1:14)

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (Jo 14:6)

“E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.” (1ª Jo 5:20)

O ESPÍRITO SANTO É VERDADEIRO

“O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.” (Jo 14:17);

“ Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele Espírito de verdade, que procede do Pai, ele testificará de mim.". (Jo 15:26)

“Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir." (Jo 16:13)

“Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo; não só por água, mas por água e por sangue. E o Espírito é o que testifica, porque o Espírito é a verdade.". (1ª Jo 5:6)






Sábio

Pelas Santas Escrituras entendemos que somente Deus é Sábio (Rm 16:27; 1ª Tm 1:17; Jd 25), mas lemos que elas ensinam que cada uma dessas três Pessoas tem o atributo da Sabedoria .

“Ao único Deus, sábio, seja dada glória por Jesus Cristo para todo o sempre. Amém.” (Rm 16:27)

“Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre. Amém.” (1ª Tm 1:17)

“Ao único Deus sábio, Salvador nosso, seja glória e majestade, domínio e poder, agora, e para todo o sempre. Amém.” (Jd 25)

O PAI É SÁBIO

“Falou Daniel, dizendo: Seja bendito o nome de Deus de eternidade a eternidade, porque dele são a sabedoria e a força;” (Dn 2:20)

“Grande em conselho, e magnífico em obras; porque os teus olhos estão abertos sobre todos os caminhos dos filhos dos homens, para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas obras;” (Jr 32:19)

“ O profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!” (Rm 11:33)

O FILHO É SÁBIO

“E o menino crescia, e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele.”.(Lc 2:40)
“E todos os que o ouviam admiravam a sua inteligência e respostas.” (Lc 2:47)

“E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens.” (Lc 2:52)

“Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus.” (1ª Co 1:24)

“Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção;” (1ª Co 1:30)

“Em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência.” (Cl 2:3)

O ESPÍRITO SANTO É SÁBIO

“E repousará sobre ele o Espírito do SENHOR, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do SENHOR.” (Is 11:2);

“Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação;". (Ef 1:17)






OBRAS REALIZADAS POR CADA UMA DESSAS PESSOAS


Autor do Novo Nascimento

A Bíblia nos apresenta a cada uma destas pessoas como "Autor do novo nascimento"

O PAI É AUTOR DO NOVO NASCIMENTO

“Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.” (Jo 1:13)

O FILHO É AUTOR DO NOVO NASCIMENTO

“Se sabeis que ele é justo, sabeis que todo aquele que pratica a justiça é nascido dele”(1ª Jo 2:29)

O ESPÍRITO SANTO É AUTOR DO NOVO NASCIMENTO

“Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.” (Jo 3:5-6)



Ressuscitou a Jesus

A Bíblia nos diz que cada uma destas pessoas "ressuscitou a Jesus"

O PAI RESSUSCITOU A JESUS

"Ao qual Deus ressuscitou, soltas as ânsias da morte, pois não era possível que fosse retido por ela;" (At 2:24)

“Ora, Deus, que também ressuscitou o Senhor, nos ressuscitará a nós pelo seu poder.” (1ª Co 6:14)

O FILHO RESSUSCITOU A JESUS

“Jesus respondeu, e disse-lhes: Derribai este templo, e em três dias o levantarei.”(Jo 2:19)

“Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar, e poder para tornar a tomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai.”(Jo 10:18)

O ESPÍRITO SANTO RESSUSCITOU A JESUS

“E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.” (Rm 8:11)





Habita nos fieis

A Bíblia nos diz que cada uma destas pessoas "Habita nos fieis"

O PAI HABITA NOS FIEIS

"Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada." (Jo 14:23)

"Portanto, os segredos do seu coração ficarão manifestos, e assim, lançando-se sobre o seu rosto, adorará a Deus, publicando que Deus está verdadeiramente entre vós." (1ª Co 14:25)

"E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo." (2ª Co 6:16)

"Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós." (Ef 4:6)

"Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele." (1ª Jo 2:5)

"Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor. Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito. [...] Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus. E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele." (1ª Jo 4:12-14, 15-16)

O FILHO HABITA NOS FIEIS

"Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim." (Jo 17:23)

"Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados." (2ª Co 13:5)

"Para que Cristo habite pela fé nos vossos corações; a fim de, estando arraigados e fundados em amor," (Ef 3:17)

"Quem, pois, tiver bens do mundo, e, vendo o seu irmão necessitado, lhe cerrar as suas entranhas, como estará nele o amor de Deus?" (1ª Jo 3:17)

"E aquele que guarda os seus mandamentos nele está, e ele nele. E nisto conhecemos que ele está em nós, pelo Espírito que nos tem dado." (1ª Jo 3:24)

"Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo." (Ap 3:20)

"Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim" (Gl 2:20)

O ESPÍRITO SANTO HABITA NOS FIEIS

"O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós." (Jo 14:17)

" Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?" (1ª Co 3:16)

"Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?" (1ª Co 6:19)

"Guarda o bom depósito pelo Espírito Santo que habita em nós." (2ª Tm 1:14)

"Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes?" (Tg 4:5)

"E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita." (Rm 8:11)





Dá a vida eterna

A Bíblia nos diz que cada uma destas pessoas "dá a vida eterna"

O PAI DÁ A VIDA ETERNA

"E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho." (1ª Jo 5:11)

O FILHO DÁ A VIDA ETERNA

"E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão." (Jo 10:28)

O ESPÍRITO SANTO DÁ A VIDA ETERNA

"Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna." (Gl 6:Cool





Deu poder aos Apóstolos para operar milagres

A Bíblia nos diz que cada uma destas pessoas "deu poder aos Apóstolos para operar milagres"

O PAI DEU PODER AOS APÓSTOLOS

"Então toda a multidão se calou e escutava a Barnabé e a Paulo, que contavam quão grandes sinais e prodígios Deus havia feito por meio deles entre os gentios." (At 15:12)

"E Deus pelas mãos de Paulo fazia maravilhas extraordinárias." (At 19:11)

"Testificando também Deus com eles, por sinais, e milagres, e várias maravilhas e dons do Espírito Santo, distribuídos por sua vontade?" (He 2:4)

O FILHO DEU PODER AOS APÓSTOLOS

"Seja conhecido de vós todos, e de todo o povo de Israel, que em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, em nome desse é que este está são diante de vós." (At 4:10)

"Enquanto estendes a tua mão para curar, e para que se façam sinais e prodígios pelo nome de teu santo Filho Jesus." (At 4:30)

"E isto fez ela por muitos dias. Mas Paulo, perturbado, voltou-se e disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo, te mando que saias dela. E na mesma hora saiu." (At 16:18)

O ESPÍRITO SANTO DEU PODER AOS APÓSTOLOS

"E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem." (At 2:2-4)

" E, dizendo Pedro ainda estas palavras, caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra. E os fiéis que eram da circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios. Porque os ouviam falar línguas, e magnificar a Deus" (At 10:44-46)

"E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas, e profetizavam." (At 19:6)

"Pelo poder dos sinais e prodígios, na virtude do Espírito de Deus; de maneira que desde Jerusalém, e arredores, até ao Ilírico, tenho pregado o evangelho de Jesus Cristo." (Rm 15:19)





Falou pelos profetas e apóstolos

Cada uma das três pessoas falou pelos profetas e apóstolos.

O PAI FALOU AOS SERVOS

“E estendeu o SENHOR a sua mão, e tocou-me na boca; e disse-me o SENHOR: Eis que ponho as minhas palavras na tua boca;” (Jr 1:9)

“Como falou pela boca dos seus santos profetas, desde o princípio do mundo;” (Lc 1:70)

“O qual convém que o céu contenha até aos tempos da restauração de tudo, dos quais Deus falou pela boca de todos os seus santos profetas, desde o princípio.” (At 3:21)

O FILHO FALOU AOS SERVOS

“Porque eu vos darei boca e sabedoria a que não poderão resistir nem contradizer todos quantos se vos opuserem.”(Lc 21:15)

“Visto que buscais uma prova de Cristo que fala em mim, o qual não é fraco para convosco, antes é poderoso entre vós.”(2ª Co 13:3)

“Indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir.”(1ª Pe 1:11)

O ESPÍRITO SANTO FALOU AOS SERVOS

“O Espírito do SENHOR falou por mim, e a sua palavra está na minha boca.” (2º Sm 23:2)

“Porque não sois vós quem falará, mas o Espírito de vosso Pai é que fala em vós.”(Mt 10:20)

“Quando, pois, vos conduzirem e vos entregarem, não estejais solícitos de antemão pelo que haveis de dizer, nem premediteis; mas, o que vos for dado naquela hora, isso falai, porque não sois vós os que falais, mas o Espírito Santo.”(Mc 13:11)





Inspirou as Escrituras

Cada uma das três pessoas inspirou as Escrituras.

O PAI INSPIROU AS ESCRITURAS

“Vai, pois, agora, e eu serei com a tua boca e te ensinarei o que hás de falar.” (Êx 4:12)

“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;” (2ª Tm 3:16)

“ Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho,” (Hb 1:1)

O FILHO INSPIROU AS ESCRITURAS

“Visto que buscais uma prova de Cristo que fala em mim, o qual não é fraco para convosco, antes é poderoso entre vós.”(2ª Co 13:3)

“E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores,”(Ef 4:11)

“Indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir.”(1ª Pe 1:11)

“E darei poder às minhas duas testemunhas, e profetizarão por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de saco.”(Ap 11:3)


O ESPÍRITO SANTO INSPIROU AS ESCRITURAS

“O Espírito do SENHOR falou por mim, e a sua palavra está na minha boca.” (2ª Sm 23:2)

“O próprio Davi disse pelo Espírito Santo: O Senhor disse ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita Até que eu ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés.”(Mc 12:36)

“E, levantando-se um deles, por nome Ágabo, dava a entender pelo Espírito, que haveria uma grande fome em todo o mundo, e isso aconteceu no tempo de Cláudio César.”(At 11:28)

“Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo. ”(2ª Pe 1:21)






Guiou o seu Povo

Cada uma das três pessoas guiou o seu povo.

O PAI INSPIROU GUIOU O SEU POVO

“Assim só o SENHOR o guiou; e não havia com ele deus estranho.” (Dt 32:12)

“Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas.” (Sl 23:2)

“ Guiar-me-ás com o teu conselho, e depois me receberás na glória.” (Sl 73:24)

“ Assim diz o SENHOR, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o SENHOR teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar.” (Is 48:17)

O FILHO GUIOU O SEU POVO

“Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me;”(Mt 16:24)

“E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz.”(Jo 10:4)

“E tu, Belém, terra de Judá, De modo nenhum és a menor entre as capitais de Judá; Porque de ti sairá o Guia Que há de apascentar o meu povo de Israel.”(Mt 2:6)

O ESPÍRITO SANTO GUIOU O SEU POVO

“Ensina-me a fazer a tua vontade, pois és o meu Deus. O teu Espírito é bom; guie-me por terra plana.” (Sl 143:10)

“Como o animal que desce ao vale, o Espírito do SENHOR lhes deu descanso; assim guiaste ao teu povo, para te fazeres um nome glorioso.”(Is 63:14)

“Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.”(Rm 8:14)

“ Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei.”(Gl 5:18)






Distribuiu dons Espirituais

Cada uma das três pessoas Distribuiu dons Espirituais.

O PAI INSPIROU DISTRIBUIU DONS ESPIRITUAIS

“E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos.E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.” (1ª Co 12:6)

“Testificando também Deus com eles, por sinais, e milagres, e várias maravilhas e dons do Espírito Santo, distribuídos por sua vontade?” (He 2:4)

O FILHO DISTRIBUIU DONS ESPIRITUAIS

“E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.”(1ª Co 12:5)

O ESPÍRITO SANTO DISTRIBUIU DONS ESPIRITUAIS

“Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.”(Jo 14:26)

“Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência;
9 E a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar; E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas. Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer. "(1ª Co 12:8-11)





Santifica os fieis

Cada uma das três pessoas Santifica os fieis.

O PAI SANTIFICA OS FIEIS

“Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.” (Jo 14:23)

“Portanto, os segredos do seu coração ficarão manifestos, e assim, lançando-se sobre o seu rosto, adorará a Deus, publicando que Deus está verdadeiramente entre vós.” (1ª Co 14:25)

“E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.” (2ª Co 6:16)

“Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós.” (Ef 4:6)

“Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele.” (1ª Jo 2:5)

“Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor. Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito. E vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo. Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus. E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele. ” (1ª Jo 4:12-16)

O FILHO SANTIFICA OS FIEIS

“Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim.” (Jo 17:23)

“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” (2ª Co 13:5)

"Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim." (Gl 2:20)

"Para que Cristo habite pela fé nos vossos corações; a fim de, estando arraigados e fundados em amor," (Ef 3:17)

"E aquele que guarda os seus mandamentos nele está, e ele nele. E nisto conhecemos que ele está em nós, pelo Espírito que nos tem dado." (1ª Jo 3:24)

"Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo." (Ap 3:20)

O ESPÍRITO SANTO SANTIFICA OS FIEIS

“O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.” (Jo 14:17)

“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” (1ª Co 3:16)

“E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.” (Rm 8:11)

“Guarda o bom depósito pelo Espírito Santo que habita em nós.” (2ª Tm 1:14)

“Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes?” (Tg 4:5)





Deu missão aos apóstolos e profetas

Cada uma das três pessoas deu missão aos apóstolos e profetas.

O PAI DEU MISSÃO AOS APÓSTOLOS E PROFETAS

“Chegai-vos a mim, ouvi isto: Não falei em segredo desde o princípio; desde o tempo em que aquilo se fez eu estava ali, e agora o Senhor DEUS me enviou a mim, e o seu Espírito.” (Is 48:16)

“Assim diz o SENHOR, o Deus de Israel: Como a estes bons figos, assim também conhecerei aos de Judá, levados em cativeiro; os quais enviei deste lugar para a terra dos caldeus, para o seu bem.” (Jr 24:5)

“Mas agora Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis.” (1ª Co 12:28)

“Paulo, apóstolo (não da parte dos homens, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos),” (Gl 1:1)

O FILHO DEU MISSÃO AOS APÓSTOLOS E PROFETAS

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” (Mc 16:15)

“De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamo-vos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus.” (2ª Co 5:20)

“ Paulo, apóstolo (não da parte dos homens, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos),” (Gl 1:1)

“E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores,” (Ef 4:11)

O O ESPIRITO SANTO DEU MISSÃO AOS APÓSTOLOS E PROFETAS

“Chegai-vos a mim, ouvi isto: Não falei em segredo desde o princípio; desde o tempo em que aquilo se fez eu estava ali, e agora o Senhor DEUS me enviou a mim, e o seu Espírito.” (Is 48:16)

“E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o Espírito Santo: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado.” (At 13:2)

“E assim estes, enviados pelo Espírito Santo, desceram a Selêucia e dali navegaram para Chipre.” (At 13:4)

“ E, passando pela Frígia e pela província da Galácia, foram impedidos pelo Espírito Santo de anunciar a palavra na Ásia. E, quando chegaram a Mísia, intentavam ir para Bitínia, mas o Espírito não lho permitiu. ” (At 16:6-7)

“Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue.” (At 20:28)





Ensina os fieis

Cada uma das três pessoas ensina os fieis.

O PAI ENSINA OS FIEIS

“Assim diz o SENHOR, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o SENHOR teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar.” (Is 48:17)

“E todos os teus filhos serão ensinados do SENHOR; e a paz de teus filhos será abundante.” (Is 54:13)

“Está escrito nos profetas: E serão todos ensinados por Deus. Portanto, todo aquele que do Pai ouviu e aprendeu vem a mim.” (Jo 6:45)

O FILHO ENSINA OS FIEIS

“Porque eu vos darei boca e sabedoria a que não poderão resistir nem contradizer todos quantos se vos opuserem.” (Lc 21:15)

“Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer.” (Jo 15:15)

“Se é que o tendes ouvido, e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus;” (Ef 4:21)

“Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo.” (Gl 1:12)

O ESPÍRITO SANTO ENSINA OS FIEIS

“Porque na mesma hora vos ensinará o Espírito Santo o que vos convenha falar.” (Lc 12:12)

“Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.” (Jo 14:26)

“As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais.” (1ª Co 2:13)



Fonte: Silva, Esequias Soares da, "Como responder às Testemunhas de Jeová", Editora Candeias, 3ª edição, 1995, pgs 181-190.

Valdiney

Valdiney

Mensagens : 3
Data de inscrição : 06/05/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Sex Maio 07, 2010 11:41 pm

Boa noite Valdiney!

Bem, vc começou dizendo:
Quero deixar claro que esta defesa não é minha posição, porem são textos difíceis de refutar e peço a tua ajuda diante desses textos.

Amigo, não precisa ter vergonha de assumir a sua posição, pois, está claro que vc acredita nessas coisas.

Infelizmente é uma argumentação muito fraca. Digo, infelizmente, porque gosto de debater com mais profundidade, e o texto está parecendo argumentação de aluno de escola dominical.


Valdiney,deixe-me apontar o primeiro erro de toda essa argumentação.
Hermenêutica depende de exegese, e não há exegese sem os idiomas originais.

Portanto, não se usa uma tradução para argumentar, só de se usar uma tradução já não é digna de crédito essa argumentação.

Outra coisa, parece que você não leu aos tópicos, pois, tudo isso já foi respondido, e não vejo nada de difícil de refutar, pode ser para alguém que não conheça aos idiomas bíblicos, mas, para mim, não vejo dificuldade alguma.

Deus
A Bíblia diz que só um é chamado Deus (Dt 4:35; 39; Is 44:6, 8; 45:5; 46:9); no entanto diz que cada uma destas Pessoas é Deus...


Primeiramente, se vc me mostrar na bíblia hebraica o termo “deus” eu apago todos os meus textos deste fórum.

Se vc me mostrar que só um é chamado de “elohim”, aí eu terei que apagar a todos os meus textos.

O termo “elohim” que está sendo usado nessas referências que vc postou, foi utilizado até para homens, ou seja, os juízes de Israel.


A filosofia expressa no termo “Elohim” não tem nada a ver com a filosofia entendida no termo “deus”.
Não dá para vc examinar um texto hebraico se apoiando em termos no português.


A Bíblia diz que só um é chamado Deus (Dt 4:35, 39; Is 44:6, 8; 45:5, 21; 46:9); no entanto ensina que cada Pessoa da Trindade é DEUS


Bem, não preciso falar novamente sobre o termo “deus” o qual não se aplica a textos hebraicos.
O resto dos textos que vc colocou, continuam dentro do mesmo assunto, por isso, não há necessidade de copiar-los aqui, já que todos referem-se a “não há outra deus”.

Se aplicarmos a sua linha de pensamento, utilizando à tradução como base de pesquisa para se fazer hermenêutica, então, vejamos:


(Salmos 82:6) - Eu disse: Vós sois deuses, e todos vós filhos do Altíssimo.


Estranho não? Pois, a mesma bíblia que diz que só há um deus, também chama a outros de deuses.

E além de serem deuses, são filhos do Altíssimo.

Para vc ver o quão é incoerente utilizar à uma tradução para fazer hermenêutica de texto.


“ ...sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que NÃO HÁ OUTRO DEUS, SENÃO UM SÓ”...”TODAVIA PARA NÓS HÁ UM SÓ DEUS, O PAI de quem é tudo e para quem vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele” (1ª Co 8:4, 6)

Bem, aqui já entramos no texto grego, no qual expressam pensamentos judaicos com um idioma estrangeiro.

E como não há termo equivalente à filosofia judaica sobre o termo “elohim”, então, aplicam o termo “theós”, que tem a mesma filosofia do termo “deus” da língua portuguesa, todavia, o entendimento do autor é judaico.

Mas, além de vc usar à uma tradução, vc mutilou o texto, e inclusive subtraiu à vírgula.
Vejamos o texto completo:

(I Corintios 8:6) - Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só senhor, Jesus Cristo, pelo qual existem todas as coisas, e por ele nós.


O texto diz claramente, que somente o Pai é o Deus.

Continuando o texto diz que há um só senhor, Jesus.

Lembrando que por causa da substituição do Tetragrama pelo termo “SENHOR”, há uma grande má interpretação, pois, dizem que “só o SENHOR (Tetragrama) é Deus”.

Que é bem diferente de dizer: Só Deus é o senhor.


Se vc me mostrar um texto que diga “só deus é o senhor”, aí a gente volta aqui e diz que Jesus realmente é o deus.


“UM SÓ DEUS E PAI DE TODOS, o qual é sobre todos, e por todos e em todos” (Ef 4:6)
O FILHO É DEUS


Bem, não consigo ver onde vc consegue extrair desse texto que o filho e deus.
E novamente vc mutilou o texto, o texto diz:


(Efésios 4:6) - Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós.

A mesma bíblia diz que há um acima de Jesus:


(I Corintios 15:27) - Porque (o Pai) todas as coisas sujeitou debaixo de seus pés (Jesus). Mas, quando diz que todas as coisas lhe estão sujeitas, claro está que se excetua aquele (o Pai) que lhe sujeitou todas as coisas.


Realmente o texto diz que o Pai que é o único Deus, está sobre Jesus.


“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o VERBO ERA DEUS” (Jo 1:1)


Como eu disse antes, um pensamento judaico sendo expresso em um idioma estrangeiro.


Bem, a não ser que vc acredite que Deus pode deixar de ser Deus, aí vc pode dizer que Jesus é Deus.

O texto diz: “ O VERBO ERA DEUS”.

ERA = NÃO É MAIS, DEIXOU DE SER, FOI.


Se o verbo ERA DEUS, deixou de ser Deus.

E Deus não deixa de ser Deus. E eu já comentei sobre isso anteriormente.


Na verdade o pensamento de João é, e o verbo era “elohim”, ou seja, uma potestade, um ser poderoso.


Esse ser poderoso deixou seu poder, e se fez inferior, em forma de homem.
É o mesmo que Gabriel ( que é elohim)deixar seus poderes, e se fazer homem, como vemos em vários textos do chamado Antigo Testamento, sobre seres poderosos (elohim/anjos) que vieram em forma humana (sem poderes) para falar com os homens.


Realmente vc não leu aos meus textos, pois, está fazendo todas as perguntas que já respondi.


“Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, DEUS BENDITO ETERNAMENTE: amém” (Rm 9:5)


Só para provar que vc não leu ao meu texto, estou copiando o que já escrevi e o que já comentei sobre esse mesmo versículo utilizado agora por vc.

Mashmid escreveu: Jesus, o "deus" bendito

Os cristãos utilizam o versículo abaixo para dizer que Jesus é o deus bendito deles.

(Romanos 9:5) - Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém.


E o que diz realmente o texto grego?

A tradução diz:

Rm 9:5 - os quais são israelitas, de quem é a adoção, e a glória, e os pactos, e a promulgação da lei, e o culto, e as promessas;

Rm 9:6 - de quem são os patriarcas; e de quem descende o Cristo segundo a carne, o qual é sobre todas as coisas, Deus bendito eternamente. Amém.


O sujeito da frase é “Israelitas”.


O texto é claro, e fala sobre tudo que pertence aos Israelitas : adoção, glória, pactos, promulgação da lei, culto, promessas, patriarcas, o Messias, e também YHVH o D-us de Israel.


Mas, as traduções cristãs traduzem tendenciosamente para parecer que o Messias é o D-us bendito.


(Romanos 9:5) - Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém.


Analisando ao texto grego, nós temos outra visão:

οἵτινες εἰσιν Ἰσραηλῖται, ὧν ἡ υἱοθεσία καὶ ἡ δόξα καὶ αἱ διαθῆκαι καὶ ἡ νομοθεσία καὶ ἡ λατρεία καὶ αἱ ἐπαγγελίαι,


O termo “ὧν” é traduzido no texto como “de quem é (de quem são/de quem)”. (dependendo do contexto)


O “ὧν” é um “pronome relativo ” ou “quem”, que está no “genitivo” , ou seja, que dá o entendimento de origem “de quem”.

os quais são israelitas(οἵτινες εἰσιν Ἰσραηλῖται), de quem (ὧν) é a adoção, e a glória, e os pactos, e a promulgação da lei, e o culto, e as promessas;

ὧν οἱ πατέρες καὶ ἐξ ὧν ὁ Χριστὸς τὸ κατὰ σάρκα, ὁ ὧν ἐπὶ πάντων θεὸς εὐλογητὸς εἰς τοὺς αἰῶνας, ἀμήν.

de quem são (ὢν) os patriarcas; e de quem (ὢν) descende o Cristo segundo a carne, de quem é (ὢν) o D-us o qual é sobre todas as coisas bendito eternamente. Amém.


Percebam no texto o pronome “ὢν” (de quem) , que não é traduzido como nas outras partes do texto como sendo “de quem é”.

ὁ ὢν ἐπὶ πάντων θεὸς εὐλογητὸς εἰς τοὺς αἰῶνας, ἀμήν.

Percebam o artigo ” ὁ “ que define “ o D-us”, todavia esse artigo fica em oculto em nosso idioma.

“De quem (ὢν) é o D-us sobre todas as coisas bendido eternamente.Amen.”

Esse “De quem” é o pronome relativo que refere-se ao sujeito “Israelitas” .

Perceberam como muda a coisa quando aparece "De quem" no texto?

A omissão e tendenciosidade é nítida no texto.

Onde foi parar o "De quem (ὢν)" sempre traduzido nas outras partes do mesmo texto?


“MAS, DO FILHO, DIZ: Ó DEUS, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos, cetro de eqüidade é o cetro do teu reino. Amaste a justiça e aborreceste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus te ungiu, com óleo de alegria mais do que a teus companheiros. E TU, SENHOR, NO PRINCÍPIO FUNDASTE A TERRA, E OS CÉUS SÃO OBRA DE TUAS MÃOS;” (He 1:8-10)

Compare com

“O teu trono, ó Deus, é eterno e perpétuo; o cetro do teu reino é um cetro de eqüidade. Tu amas a justiça e aborreces a impiedade; por isso Deus, o teu Deus te ungiu, com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.” (Sl 45:6-7);

Bem, estou vendo que na sua visão há uma inversão de papéis.

Pois, se o próprio filho vem para trazer o reino do Pai, para estabelecer o reino e o cetro do Pai, então, é lógico que pelo messias o reino de Deus (o Pai) será estabelecido eternamente.


Utilizando a mesma visão que a sua, os papéis de ungidor e ungido se invertem.
Pois, dessa maneira, quem foi ungido foi o Pai, porque, continuando o mesmo texto diz:


Heb 1:9 Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria, mais do que a teus companheiros;

Se Jesus é esse Deus dono de tal trono, então, Jesus é o undidor e não o messias/cristo (ungido).




“E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. ESTE É O VERDADEIRO DEUS E A VIDA ETERNA” (1ª Jo 5:20)
O ESPÍRITO SANTO É DEUS

Bem, eu nunca vi alguém utilizar esse texto para dizer que o tal espírito é um deus.

Sempre utilizam para dizer que o Jesus é um deus, já que o tal espírito santo nem aparece nesse capítulo.

Amigo, vc retira um único versículo e exclui todo o resto do capítulo.

Não se interpreta um texto por um verso, mas, pelo seu contexto inteiro. É regra de interpretação de textos não descontextualizar assim como vc fez utilizando apenas um verso.


Primeiramente, o texto grego não utiliza o pronome demonstrativo “αυτό”, antes utiliza “αυτός” = ele.

A frase é : Ele é o verdadeiro Deus.

Ele quem?

No contexto inteiro só há duas pessoas em pauta.

Um é chamado de Deus e o outro de Filho de Deus.
Logo, pela lógica, de quem fala a frase final “Ele é o Deus verdadeiro”?

Daquele que é chamado sempre de Deus (o Pai) ou do Filho de Deus (do Pai)?




“Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade? Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? NÃO MENTISTE AOS HOMENS, MAS A DEUS” (At 5:3-4);

“Homens de dura cerviz, e incircuncisos de coração e ouvido: vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim vós sois como vossos pais”. (At 7:51)

Compare com

“E tentaram a Deus nos seus corações, pedindo carne para satisfazerem o seu apetite. E falaram contra Deus, e disseram: Poderá Deus porventura preparar-nos uma mesa no deserto?”(Sl 78:18-19)


Mais uma prova de que vc não leu o meu texto.


Mashmid escreveu: O espírito é outro deus?


O dissertador em sua argumentação diz que há três pessoas distintas, e essas três pessoas são deuses.

Em meu texto já está mais do que esclarecido sobre quem é D-us , mas , em meu texto eu não me detive em falar sobre o Ruach haKodesh.

Então, o que seria o Santo Espírito?


Citação do dissertador:
“- O espírito, dá uma olha em Atos 5, versos 3 e 4 :”


Para provar que o espírito é um terceiro deus, ele usa esse texto de Atos 5:3,4 .


(Atos 5:3) - Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade?

(Atos 5:4) - Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus.


Por que quem mente ao espírito do Eterno mente a D-us ?

Vamos fazer a pergunta novamente:

Por que quem mente ao espírito do Eterno mente ao Eterno?


Para entendermos esse texto, devemos entender o que é o espírito santo.

O espírito é também chamado de shechinah, que vem do verbo lishkon = habitar.

A palavra shechinah é literalmente o “ato de habitar”, assim como bechinah é o ato de livchon=provar, e bedikah é o ato de livdor = divertir.

Primeiro temos que ter em mente que D-us é o que opera tudo em todos.


Os milagres que Yeshua fazia eram operados por esse espírito do Eterno, como diz : “mas se expulso demônios pelo espírito do Eterno, então, é chegado a vós o reino de D-us".

Se é através de seu espírito que D-us opera, quem está operando de fato é o único D-us, o Pai.

Então, o que é o espírito santo?

Esse espírito é uma porção do próprio D-us, ou seja, do único D-us que é o Pai e que habita no homem, e não um terceiro ser que criaram para formar uma trindade.

Yeshua disse: “O pai está em mim”.


O pai está em Yeshua, pois essa porção do Eterno, ou seja, a shechinah está em Yeshua.

Nas escrituras o espírito do Eterno sempre foi dado em quantidades, porções, medidas e é por isso que se diz : “porção do Eterno” .


O espírito sempre está relacionado à quantidade. Por exemplo:

(II Reis 2:9) - Sucedeu que, havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que te faça, antes que seja tomado de ti. E disse Eliseu: Peço-te que haja “porção dobrada” de teu espírito sobre mim.

(Provérbios 1:23) - Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos “derramarei abundantemente” do meu espírito e vos farei saber as minhas palavras.

(Lucas 1:15) - Porque será grande diante do Senhor, e não beberá vinho, nem bebida forte, e será “cheio do Espírito Santo”, já desde o ventre de sua mãe.

(Lucas 1:67) - E Zacarias, seu pai, foi “cheio do Espírito Santo”, e profetizou, dizendo:

(Lucas 4:1) - E JESUS, “cheio do Espírito Santo”, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto;

(Efésios 5:18) - E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas “enchei-vos do Espírito”;

(João 3:34) - Porque aquele que Deus enviou fala as palavras de Deus; pois não lhe dá Deus o “Espírito por medida”.


Antes do sacrifício remidor de Yeshua, apenas os que eram “ungidos” é que recebiam essa porção do espírito do Eterno, somente aqueles que fossem escolhidos por H’. Reis , profetas e sacerdotes.

Outros homens comuns não recebiam essa porção de D-us, pois o pecado os tornava distantes de D-us.

O pecado faz divisão entre D-us e o homem, isto é, o espírito do Eterno pelo pecado do homem se afasta. Como disse David : “não retires de mim o teu espírito”.


Mas aquele que recebe a remissão dos pecados pelo sangue do único Mediador, une-se a D-us através dessa porção do próprio D-us.

Sendo assim, se tornam um com D-us, pois o Eterno estará intimamente ligado a ele, espírito com espírito.

Então o Mediador não une o homem a outro deus, mas ao único D-us que opera tudo em todos.


Essa remissão torna possível a habitação de D-us nos homens que foram remidos pelo sacrifício do messias.


Então, essa shechinah é a Ligação Direita feita entre D-us e o homem, sendo possível quando o pecado é aniquilado pelo sangue da remissão.

O espírito então é essa porção do próprio D-us habitando no homem, e é lógico que não se trata de outro ser.

O espírito não é outro mediador entre D-us e o homem, pois só há um mediador que é o messias, e não poderia haver dois mediadores como o cristianismo sugere.


Conclusão: quem mente ao espírito do Eterno, está mentindo ao Eterno e não a um terceiro deus.




O PAI É YAHWEH

“Não há Santo como Yahweh (porque não há outro além de ti) e Rocha alguma existe como o nosso Deus” (1° Sm 2:2));

“Yahweh, ninguém há como tu, e não há Deus fora de Ti, conforme tudo quanto ouvimos com os nossos ouvidos”. (1° Cr 17:20);

“É verdade, ó Yahweh, que os reis da Assíria destruíram todas as nações, e lançaram os seus deuses no fogo, porque não eram deuses, mas sim obra de mãos humanas, feitos de madeira e de pedra, que aqueles destruíram.” (Is 37:20)
O FILHO É YAHWEH

“Uma voz clama: No deserto, abri um caminho para Yahweh; na estepe, aplainai uma vereda para o nosso Deus”. (Is 40:3);

Compare com

“Porque este é o anunciado pelo profeta Isaias, que disse: Voz do que clama no deserto: preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas” (Mt 3:3);

Bem, Jesus disse: eu sou o caminho.

Se Jesus é o caminho que leva a Deus, logo o caminho de Yahweh não pode ser Yahweh.

Em um itinerário, há a origem, o caminho e o destino.


Se Jesus é o caminho e Yahweh é o destino, somente pela lógica já se conclui que Jesus não é o tal Yahweh.


“Eis que dias virão – oráculo de Yahweh – em que suscitarei a Davi um germe justo; um rei reinará e agirá com inteligência e exercerá na terra o direito e a justiça. Em seus dias, Judá será salvo e Israel habitará em segurança. Este é o nome com que o chamarão: “Yahweh, nossa justiça”” (Jr 23:5-6)
O ESPÍRITO SANTO É YAHWEH

Bem, chamaram a um dos filhos de David de Absalão (Avshalom) que significa “ Pai da paz”.

Quem é o pai da paz? O filho de David?

Retornando à sua argumentação sobre afirmar que o espírito de Yahweh é o próprio Yahweh, que já é estranho dizer isso, leia ao texto que vc não leu que fala sobre o “espírito santo”, pois, já explica o que é o “espírito santo”.



O FILHO É DEUS DE ISRAEL

“ “E disse-me o Senhor: Esta porta estará fechada, e não se abrirá; ninguém entrará por ela,porque o Senhor Deus de Israel entrou por ela; por isso estará fechada.”;” (Ez 44:2)

Desculpe-me, mas, não entendi.

O texto está dizendo que Jesus passou pela porta? hehehe


“ “E converterá muito dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus, e irá adiante deles no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos; com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto.”” (Lc 1:16-17)
O ESPÍRITO É DEUS DE ISRAEL


Ok, vamos ao texto verdadeiro sem adultérios:

Mal 4:5 Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor;

Mal 4:6 e ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para
que eu não venha, e fira a terra com maldição.


Bem, a profecia não diz que Elias iria diante/na frente de YHWH, mas, que viria antes do grande e terrível DIA DE YHWH.

Para vermos como o texto utilizado é tendencioso e acrescenta o que não está escrito.

Estão adulterando até as profecias.



““O Espírito do Senhor falou por mim, e a sua palavra esteve em minha boca. Disse o Deus de Israel, a Rocha de Israel a mim me falou: Haverá um justo que domine sobre os homens, que domine no temor de Deus”” (2ª Sm 23:2-3).;


?????????



SENHOR

A Bíblia nos ensinam que somente um é chamado SENHOR (Mc 12:29); ...no entanto. Diz que cada uma dessas Pessoas é SENHOR.

“E Jesus respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor”. (Mc 12:29)


Kkkkk... Desculpe, mas, não dá para ficar se rir. Por isso eu digo, hermenêutica baseada em tradução é fogo, é piada na certa.

Primeiramente, NÃO ESTÁ ESCRITO “deus é o único senhor”.


Está escrito : “Ouve Israel, YHWH nosso Deus, YHWH é um.

YHWH não significa “SENHOR”.


Desculpe, mas, esses argumentos estão muito fracos.




O PAI É SENHOR

“O filho honrará o pai, e o servo ao seu senhor; e, se eu sou Pai, onde estará a minha honra? E, se eu sou Senhor, onde está o meu temor? Diz o Senhor dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome e dissestes: em que desprezamos nós o teu nome?” (Ml 1:6);

“E a multidão que ia adiante, e a que seguia, clamava, dizendo: Hosana ao Filho de Davi; bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas. ” . (Mt 21:9);

“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento” .(Mt 22:37)
“E tocou o sétimo anjo a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre”.(Ap 11:15)
O FILHO É SENHOR

“A palavra que ele enviou aos filhos de Israel, anunciando a paz por Jesus Cristo (este é Senhor de todos)” . (At 10:36);

“Porquanto não há diferença entre judeu e grego: porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam”. (Rm 10:12)



Por isso que eu disse que trocar o TETRAGRAMA pela palavra SENHOR é cagada.

Por causa dessa troca, surgem argumentos iguais ao que vc está utilizando agora.

Bem, não irei colar o resto que vc postou, pois, está na mesma linha de pensamento, que por sinal é absolutamente errada.


Amigo, leia na introdução dessa tradução que vc utiliza, logo na introdução vc verá que explicam que utilizaram o termo “SENHOR” no lugar do TETRAGRAMA.


Nas traduções das Testemunhas de Jeová, vc verá que utilizam o nome “JEOVÁ”.
Desculpe amigo, mas, chega a ser engraçado.


Bem, eu vou parar por aqui, pois, é perda de tempo para mim.


Apenas sinto por vc não ter lido primeiro ao que escrevi antes de postar esse texto cômico.

Pois, senão, terei que repetir tudo o que eu já disse acima neste mesmo tópico.

Amigo, sugiro que se instrua mais, pois, a dissertação está muito amadora, qualquer aluno de escola dominical diz isso.

E escrever cansa.

Amigo, por favor, antes de fazer perguntas, verifique se já não foram respondidas, senão, o tópico fica repetitivo, e terei que repetir tudo o que eu já disse.


Se vc quiser, pode entrar no Paltalk para debater sobre isso tudo.

Meu apelido lá é Mashmid.

Aí eu te explico tudinho.

Boa noite!

Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Valdiney em Sab Maio 08, 2010 7:59 am

Mashmid escreveu:Boa noite Valdiney!

Bem, vc começou dizendo:
Quero deixar claro que esta defesa não é minha posição, porem são textos difíceis de refutar e peço a tua ajuda diante desses textos.

Amigo, não precisa ter vergonha de assumir a sua posição, pois, está claro que vc acredita nessas coisas.

Infelizmente é uma argumentação muito fraca. Digo, infelizmente, porque gosto de debater com mais profundidade, e o texto está parecendo argumentação de aluno de escola dominical.


Valdiney,deixe-me apontar o primeiro erro de toda essa argumentação.
Hermenêutica depende de exegese, e não há exegese sem os idiomas originais.

Portanto, não se usa uma tradução para argumentar, só de se usar uma tradução já não é digna de crédito essa argumentação.

Outra coisa, parece que você não leu aos tópicos, pois, tudo isso já foi respondido, e não vejo nada de difícil de refutar, pode ser para alguém que não conheça aos idiomas bíblicos, mas, para mim, não vejo dificuldade alguma.

Deus
A Bíblia diz que só um é chamado Deus (Dt 4:35; 39; Is 44:6, 8; 45:5; 46:9); no entanto diz que cada uma destas Pessoas é Deus...


Primeiramente, se vc me mostrar na bíblia hebraica o termo “deus” eu apago todos os meus textos deste fórum.

Se vc me mostrar que só um é chamado de “elohim”, aí eu terei que apagar a todos os meus textos.

O termo “elohim” que está sendo usado nessas referências que vc postou, foi utilizado até para homens, ou seja, os juízes de Israel.


A filosofia expressa no termo “Elohim” não tem nada a ver com a filosofia entendida no termo “deus”.
Não dá para vc examinar um texto hebraico se apoiando em termos no português.


A Bíblia diz que só um é chamado Deus (Dt 4:35, 39; Is 44:6, 8; 45:5, 21; 46:9); no entanto ensina que cada Pessoa da Trindade é DEUS


Bem, não preciso falar novamente sobre o termo “deus” o qual não se aplica a textos hebraicos.
O resto dos textos que vc colocou, continuam dentro do mesmo assunto, por isso, não há necessidade de copiar-los aqui, já que todos referem-se a “não há outra deus”.

Se aplicarmos a sua linha de pensamento, utilizando à tradução como base de pesquisa para se fazer hermenêutica, então, vejamos:


(Salmos 82:6) - Eu disse: Vós sois deuses, e todos vós filhos do Altíssimo.


Estranho não? Pois, a mesma bíblia que diz que só há um deus, também chama a outros de deuses.

E além de serem deuses, são filhos do Altíssimo.

Para vc ver o quão é incoerente utilizar à uma tradução para fazer hermenêutica de texto.


“ ...sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que NÃO HÁ OUTRO DEUS, SENÃO UM SÓ”...”TODAVIA PARA NÓS HÁ UM SÓ DEUS, O PAI de quem é tudo e para quem vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele” (1ª Co 8:4, 6)

Bem, aqui já entramos no texto grego, no qual expressam pensamentos judaicos com um idioma estrangeiro.

E como não há termo equivalente à filosofia judaica sobre o termo “elohim”, então, aplicam o termo “theós”, que tem a mesma filosofia do termo “deus” da língua portuguesa, todavia, o entendimento do autor é judaico.

Mas, além de vc usar à uma tradução, vc mutilou o texto, e inclusive subtraiu à vírgula.
Vejamos o texto completo:

(I Corintios 8:6) - Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só senhor, Jesus Cristo, pelo qual existem todas as coisas, e por ele nós.


O texto diz claramente, que somente o Pai é o Deus.

Continuando o texto diz que há um só senhor, Jesus.

Lembrando que por causa da substituição do Tetragrama pelo termo “SENHOR”, há uma grande má interpretação, pois, dizem que “só o SENHOR (Tetragrama) é Deus”.

Que é bem diferente de dizer: Só Deus é o senhor.


Se vc me mostrar um texto que diga “só deus é o senhor”, aí a gente volta aqui e diz que Jesus realmente é o deus.


“UM SÓ DEUS E PAI DE TODOS, o qual é sobre todos, e por todos e em todos” (Ef 4:6)
O FILHO É DEUS


Bem, não consigo ver onde vc consegue extrair desse texto que o filho e deus.
E novamente vc mutilou o texto, o texto diz:


(Efésios 4:6) - Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós.

A mesma bíblia diz que há um acima de Jesus:


(I Corintios 15:27) - Porque (o Pai) todas as coisas sujeitou debaixo de seus pés (Jesus). Mas, quando diz que todas as coisas lhe estão sujeitas, claro está que se excetua aquele (o Pai) que lhe sujeitou todas as coisas.


Realmente o texto diz que o Pai que é o único Deus, está sobre Jesus.


“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o VERBO ERA DEUS” (Jo 1:1)


Como eu disse antes, um pensamento judaico sendo expresso em um idioma estrangeiro.


Bem, a não ser que vc acredite que Deus pode deixar de ser Deus, aí vc pode dizer que Jesus é Deus.

O texto diz: “ O VERBO ERA DEUS”.

ERA = NÃO É MAIS, DEIXOU DE SER, FOI.


Se o verbo ERA DEUS, deixou de ser Deus.

E Deus não deixa de ser Deus. E eu já comentei sobre isso anteriormente.


Na verdade o pensamento de João é, e o verbo era “elohim”, ou seja, uma potestade, um ser poderoso.


Esse ser poderoso deixou seu poder, e se fez inferior, em forma de homem.
É o mesmo que Gabriel ( que é elohim)deixar seus poderes, e se fazer homem, como vemos em vários textos do chamado Antigo Testamento, sobre seres poderosos (elohim/anjos) que vieram em forma humana (sem poderes) para falar com os homens.


Realmente vc não leu aos meus textos, pois, está fazendo todas as perguntas que já respondi.


“Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, DEUS BENDITO ETERNAMENTE: amém” (Rm 9:5)


Só para provar que vc não leu ao meu texto, estou copiando o que já escrevi e o que já comentei sobre esse mesmo versículo utilizado agora por vc.

Mashmid escreveu: Jesus, o "deus" bendito

Os cristãos utilizam o versículo abaixo para dizer que Jesus é o deus bendito deles.

(Romanos 9:5) - Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém.


E o que diz realmente o texto grego?

A tradução diz:

Rm 9:5 - os quais são israelitas, de quem é a adoção, e a glória, e os pactos, e a promulgação da lei, e o culto, e as promessas;

Rm 9:6 - de quem são os patriarcas; e de quem descende o Cristo segundo a carne, o qual é sobre todas as coisas, Deus bendito eternamente. Amém.


O sujeito da frase é “Israelitas”.


O texto é claro, e fala sobre tudo que pertence aos Israelitas : adoção, glória, pactos, promulgação da lei, culto, promessas, patriarcas, o Messias, e também YHVH o D-us de Israel.


Mas, as traduções cristãs traduzem tendenciosamente para parecer que o Messias é o D-us bendito.


(Romanos 9:5) - Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém.


Analisando ao texto grego, nós temos outra visão:

οἵτινες εἰσιν Ἰσραηλῖται, ὧν ἡ υἱοθεσία καὶ ἡ δόξα καὶ αἱ διαθῆκαι καὶ ἡ νομοθεσία καὶ ἡ λατρεία καὶ αἱ ἐπαγγελίαι,


O termo “ὧν” é traduzido no texto como “de quem é (de quem são/de quem)”. (dependendo do contexto)


O “ὧν” é um “pronome relativo ” ou “quem”, que está no “genitivo” , ou seja, que dá o entendimento de origem “de quem”.

os quais são israelitas(οἵτινες εἰσιν Ἰσραηλῖται), de quem (ὧν) é a adoção, e a glória, e os pactos, e a promulgação da lei, e o culto, e as promessas;

ὧν οἱ πατέρες καὶ ἐξ ὧν ὁ Χριστὸς τὸ κατὰ σάρκα, ὁ ὧν ἐπὶ πάντων θεὸς εὐλογητὸς εἰς τοὺς αἰῶνας, ἀμήν.

de quem são (ὢν) os patriarcas; e de quem (ὢν) descende o Cristo segundo a carne, de quem é (ὢν) o D-us o qual é sobre todas as coisas bendito eternamente. Amém.


Percebam no texto o pronome “ὢν” (de quem) , que não é traduzido como nas outras partes do texto como sendo “de quem é”.

ὁ ὢν ἐπὶ πάντων θεὸς εὐλογητὸς εἰς τοὺς αἰῶνας, ἀμήν.

Percebam o artigo ” ὁ “ que define “ o D-us”, todavia esse artigo fica em oculto em nosso idioma.

“De quem (ὢν) é o D-us sobre todas as coisas bendido eternamente.Amen.”

Esse “De quem” é o pronome relativo que refere-se ao sujeito “Israelitas” .

Perceberam como muda a coisa quando aparece "De quem" no texto?

A omissão e tendenciosidade é nítida no texto.

Onde foi parar o "De quem (ὢν)" sempre traduzido nas outras partes do mesmo texto?


“MAS, DO FILHO, DIZ: Ó DEUS, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos, cetro de eqüidade é o cetro do teu reino. Amaste a justiça e aborreceste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus te ungiu, com óleo de alegria mais do que a teus companheiros. E TU, SENHOR, NO PRINCÍPIO FUNDASTE A TERRA, E OS CÉUS SÃO OBRA DE TUAS MÃOS;” (He 1:8-10)

Compare com

“O teu trono, ó Deus, é eterno e perpétuo; o cetro do teu reino é um cetro de eqüidade. Tu amas a justiça e aborreces a impiedade; por isso Deus, o teu Deus te ungiu, com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.” (Sl 45:6-7);

Bem, estou vendo que na sua visão há uma inversão de papéis.

Pois, se o próprio filho vem para trazer o reino do Pai, para estabelecer o reino e o cetro do Pai, então, é lógico que pelo messias o reino de Deus (o Pai) será estabelecido eternamente.


Utilizando a mesma visão que a sua, os papéis de ungidor e ungido se invertem.
Pois, dessa maneira, quem foi ungido foi o Pai, porque, continuando o mesmo texto diz:


Heb 1:9 Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria, mais do que a teus companheiros;

Se Jesus é esse Deus dono de tal trono, então, Jesus é o undidor e não o messias/cristo (ungido).




“E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. ESTE É O VERDADEIRO DEUS E A VIDA ETERNA” (1ª Jo 5:20)
O ESPÍRITO SANTO É DEUS

Bem, eu nunca vi alguém utilizar esse texto para dizer que o tal espírito é um deus.

Sempre utilizam para dizer que o Jesus é um deus, já que o tal espírito santo nem aparece nesse capítulo.

Amigo, vc retira um único versículo e exclui todo o resto do capítulo.

Não se interpreta um texto por um verso, mas, pelo seu contexto inteiro. É regra de interpretação de textos não descontextualizar assim como vc fez utilizando apenas um verso.


Primeiramente, o texto grego não utiliza o pronome demonstrativo “αυτό”, antes utiliza “αυτός” = ele.

A frase é : Ele é o verdadeiro Deus.

Ele quem?

No contexto inteiro só há duas pessoas em pauta.

Um é chamado de Deus e o outro de Filho de Deus.
Logo, pela lógica, de quem fala a frase final “Ele é o Deus verdadeiro”?

Daquele que é chamado sempre de Deus (o Pai) ou do Filho de Deus (do Pai)?




“Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade? Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? NÃO MENTISTE AOS HOMENS, MAS A DEUS” (At 5:3-4);

“Homens de dura cerviz, e incircuncisos de coração e ouvido: vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim vós sois como vossos pais”. (At 7:51)

Compare com

“E tentaram a Deus nos seus corações, pedindo carne para satisfazerem o seu apetite. E falaram contra Deus, e disseram: Poderá Deus porventura preparar-nos uma mesa no deserto?”(Sl 78:18-19)


Mais uma prova de que vc não leu o meu texto.


Mashmid escreveu: O espírito é outro deus?


O dissertador em sua argumentação diz que há três pessoas distintas, e essas três pessoas são deuses.

Em meu texto já está mais do que esclarecido sobre quem é D-us , mas , em meu texto eu não me detive em falar sobre o Ruach haKodesh.

Então, o que seria o Santo Espírito?


Citação do dissertador:
“- O espírito, dá uma olha em Atos 5, versos 3 e 4 :”


Para provar que o espírito é um terceiro deus, ele usa esse texto de Atos 5:3,4 .


(Atos 5:3) - Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade?

(Atos 5:4) - Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus.


Por que quem mente ao espírito do Eterno mente a D-us ?

Vamos fazer a pergunta novamente:

Por que quem mente ao espírito do Eterno mente ao Eterno?


Para entendermos esse texto, devemos entender o que é o espírito santo.

O espírito é também chamado de shechinah, que vem do verbo lishkon = habitar.

A palavra shechinah é literalmente o “ato de habitar”, assim como bechinah é o ato de livchon=provar, e bedikah é o ato de livdor = divertir.

Primeiro temos que ter em mente que D-us é o que opera tudo em todos.


Os milagres que Yeshua fazia eram operados por esse espírito do Eterno, como diz : “mas se expulso demônios pelo espírito do Eterno, então, é chegado a vós o reino de D-us".

Se é através de seu espírito que D-us opera, quem está operando de fato é o único D-us, o Pai.

Então, o que é o espírito santo?

Esse espírito é uma porção do próprio D-us, ou seja, do único D-us que é o Pai e que habita no homem, e não um terceiro ser que criaram para formar uma trindade.

Yeshua disse: “O pai está em mim”.


O pai está em Yeshua, pois essa porção do Eterno, ou seja, a shechinah está em Yeshua.

Nas escrituras o espírito do Eterno sempre foi dado em quantidades, porções, medidas e é por isso que se diz : “porção do Eterno” .


O espírito sempre está relacionado à quantidade. Por exemplo:

(II Reis 2:9) - Sucedeu que, havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que te faça, antes que seja tomado de ti. E disse Eliseu: Peço-te que haja “porção dobrada” de teu espírito sobre mim.

(Provérbios 1:23) - Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos “derramarei abundantemente” do meu espírito e vos farei saber as minhas palavras.

(Lucas 1:15) - Porque será grande diante do Senhor, e não beberá vinho, nem bebida forte, e será “cheio do Espírito Santo”, já desde o ventre de sua mãe.

(Lucas 1:67) - E Zacarias, seu pai, foi “cheio do Espírito Santo”, e profetizou, dizendo:

(Lucas 4:1) - E JESUS, “cheio do Espírito Santo”, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto;

(Efésios 5:18) - E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas “enchei-vos do Espírito”;

(João 3:34) - Porque aquele que Deus enviou fala as palavras de Deus; pois não lhe dá Deus o “Espírito por medida”.


Antes do sacrifício remidor de Yeshua, apenas os que eram “ungidos” é que recebiam essa porção do espírito do Eterno, somente aqueles que fossem escolhidos por H’. Reis , profetas e sacerdotes.

Outros homens comuns não recebiam essa porção de D-us, pois o pecado os tornava distantes de D-us.

O pecado faz divisão entre D-us e o homem, isto é, o espírito do Eterno pelo pecado do homem se afasta. Como disse David : “não retires de mim o teu espírito”.


Mas aquele que recebe a remissão dos pecados pelo sangue do único Mediador, une-se a D-us através dessa porção do próprio D-us.

Sendo assim, se tornam um com D-us, pois o Eterno estará intimamente ligado a ele, espírito com espírito.

Então o Mediador não une o homem a outro deus, mas ao único D-us que opera tudo em todos.


Essa remissão torna possível a habitação de D-us nos homens que foram remidos pelo sacrifício do messias.


Então, essa shechinah é a Ligação Direita feita entre D-us e o homem, sendo possível quando o pecado é aniquilado pelo sangue da remissão.

O espírito então é essa porção do próprio D-us habitando no homem, e é lógico que não se trata de outro ser.

O espírito não é outro mediador entre D-us e o homem, pois só há um mediador que é o messias, e não poderia haver dois mediadores como o cristianismo sugere.


Conclusão: quem mente ao espírito do Eterno, está mentindo ao Eterno e não a um terceiro deus.




O PAI É YAHWEH

“Não há Santo como Yahweh (porque não há outro além de ti) e Rocha alguma existe como o nosso Deus” (1° Sm 2:2));

“Yahweh, ninguém há como tu, e não há Deus fora de Ti, conforme tudo quanto ouvimos com os nossos ouvidos”. (1° Cr 17:20);

“É verdade, ó Yahweh, que os reis da Assíria destruíram todas as nações, e lançaram os seus deuses no fogo, porque não eram deuses, mas sim obra de mãos humanas, feitos de madeira e de pedra, que aqueles destruíram.” (Is 37:20)
O FILHO É YAHWEH

“Uma voz clama: No deserto, abri um caminho para Yahweh; na estepe, aplainai uma vereda para o nosso Deus”. (Is 40:3);

Compare com

“Porque este é o anunciado pelo profeta Isaias, que disse: Voz do que clama no deserto: preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas” (Mt 3:3);

Bem, Jesus disse: eu sou o caminho.

Se Jesus é o caminho que leva a Deus, logo o caminho de Yahweh não pode ser Yahweh.

Em um itinerário, há a origem, o caminho e o destino.


Se Jesus é o caminho e Yahweh é o destino, somente pela lógica já se conclui que Jesus não é o tal Yahweh.


“Eis que dias virão – oráculo de Yahweh – em que suscitarei a Davi um germe justo; um rei reinará e agirá com inteligência e exercerá na terra o direito e a justiça. Em seus dias, Judá será salvo e Israel habitará em segurança. Este é o nome com que o chamarão: “Yahweh, nossa justiça”” (Jr 23:5-6)
O ESPÍRITO SANTO É YAHWEH

Bem, chamaram a um dos filhos de David de Absalão (Avshalom) que significa “ Pai da paz”.

Quem é o pai da paz? O filho de David?

Retornando à sua argumentação sobre afirmar que o espírito de Yahweh é o próprio Yahweh, que já é estranho dizer isso, leia ao texto que vc não leu que fala sobre o “espírito santo”, pois, já explica o que é o “espírito santo”.



O FILHO É DEUS DE ISRAEL

“ “E disse-me o Senhor: Esta porta estará fechada, e não se abrirá; ninguém entrará por ela,porque o Senhor Deus de Israel entrou por ela; por isso estará fechada.”;” (Ez 44:2)

Desculpe-me, mas, não entendi.

O texto está dizendo que Jesus passou pela porta? hehehe


“ “E converterá muito dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus, e irá adiante deles no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos; com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto.”” (Lc 1:16-17)
O ESPÍRITO É DEUS DE ISRAEL


Ok, vamos ao texto verdadeiro sem adultérios:

Mal 4:5 Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor;

Mal 4:6 e ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para
que eu não venha, e fira a terra com maldição.


Bem, a profecia não diz que Elias iria diante/na frente de YHWH, mas, que viria antes do grande e terrível DIA DE YHWH.

Para vermos como o texto utilizado é tendencioso e acrescenta o que não está escrito.

Estão adulterando até as profecias.



““O Espírito do Senhor falou por mim, e a sua palavra esteve em minha boca. Disse o Deus de Israel, a Rocha de Israel a mim me falou: Haverá um justo que domine sobre os homens, que domine no temor de Deus”” (2ª Sm 23:2-3).;


?????????



SENHOR

A Bíblia nos ensinam que somente um é chamado SENHOR (Mc 12:29); ...no entanto. Diz que cada uma dessas Pessoas é SENHOR.

“E Jesus respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor”. (Mc 12:29)


Kkkkk... Desculpe, mas, não dá para ficar se rir. Por isso eu digo, hermenêutica baseada em tradução é fogo, é piada na certa.

Primeiramente, NÃO ESTÁ ESCRITO “deus é o único senhor”.


Está escrito : “Ouve Israel, YHWH nosso Deus, YHWH é um.

YHWH não significa “SENHOR”.


Desculpe, mas, esses argumentos estão muito fracos.




O PAI É SENHOR

“O filho honrará o pai, e o servo ao seu senhor; e, se eu sou Pai, onde estará a minha honra? E, se eu sou Senhor, onde está o meu temor? Diz o Senhor dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome e dissestes: em que desprezamos nós o teu nome?” (Ml 1:6);

“E a multidão que ia adiante, e a que seguia, clamava, dizendo: Hosana ao Filho de Davi; bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas. ” . (Mt 21:9);

“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento” .(Mt 22:37)
“E tocou o sétimo anjo a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre”.(Ap 11:15)
O FILHO É SENHOR

“A palavra que ele enviou aos filhos de Israel, anunciando a paz por Jesus Cristo (este é Senhor de todos)” . (At 10:36);

“Porquanto não há diferença entre judeu e grego: porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam”. (Rm 10:12)



Por isso que eu disse que trocar o TETRAGRAMA pela palavra SENHOR é cagada.

Por causa dessa troca, surgem argumentos iguais ao que vc está utilizando agora.

Bem, não irei colar o resto que vc postou, pois, está na mesma linha de pensamento, que por sinal é absolutamente errada.


Amigo, leia na introdução dessa tradução que vc utiliza, logo na introdução vc verá que explicam que utilizaram o termo “SENHOR” no lugar do TETRAGRAMA.


Nas traduções das Testemunhas de Jeová, vc verá que utilizam o nome “JEOVÁ”.
Desculpe amigo, mas, chega a ser engraçado.


Bem, eu vou parar por aqui, pois, é perda de tempo para mim.


Apenas sinto por vc não ter lido primeiro ao que escrevi antes de postar esse texto cômico.

Pois, senão, terei que repetir tudo o que eu já disse acima neste mesmo tópico.

Amigo, sugiro que se instrua mais, pois, a dissertação está muito amadora, qualquer aluno de escola dominical diz isso.

E escrever cansa.

Amigo, por favor, antes de fazer perguntas, verifique se já não foram respondidas, senão, o tópico fica repetitivo, e terei que repetir tudo o que eu já disse.


Se vc quiser, pode entrar no Paltalk para debater sobre isso tudo.

Meu apelido lá é Mashmid.

Aí eu te explico tudinho.

Boa noite!


Bom Dia Mashmid!

Agradeço pela resposta e realmente não acredito na trindade, mas busquei sua ajuda, por motivos de debate com um trinitariano.
foi muito esclarecedor.
Valdiney

Valdiney

Mensagens : 3
Data de inscrição : 06/05/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Sab Maio 08, 2010 3:32 pm

Bom Dia Mashmid!

Agradeço pela resposta e realmente não acredito na trindade, mas busquei sua ajuda, por motivos de debate com um trinitariano.
foi muito esclarecedor.
Valdiney

Boa noite Valdiney!

Ok, pensei que fosse mais um trinitariano.

Normalmente eles chegam com sapatinho de veludo, tentando não levantar suspeitas e "questionando", mas, já afirmando.

Por isso fui irônico.

Mas, qualquer dúvida, pode perguntar.

A doutrina trinitariana é tão falha que dizem: "A trindade não é para ser entendida, mas, apenas crida".

Os próprios defensores se atrapalham em suas explicações.

Os tópicos relacionados a este mesmo assunto, além deste, são:

O que significa "en morphe theo"? - http://torahlagoym.forumais.com/midrashim-estudos-f3/o-que-significa-en-morphe-theo-t31.htm

Poderia D-us adorar a Satan? - http://torahlagoym.forumais.com/midrashim-estudos-f3/poderia-d-us-adorar-a-satan-t29.htm

A PALAVRA "ELOHIM" É PLURAL! E DAÍ? - http://torahlagoym.forumais.com/midrashim-estudos-f3/a-palavra-elohim-e-plural-e-da-t27.htm

TRINDADE E UNICISTAS IDÓLATRAS - http://torahlagoym.forumais.com/midrashim-estudos-f3/trindade-e-unicistas-idolatras-t14.htm

Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

mashmid

Mensagem por wiljack em Qua Jun 08, 2011 12:29 pm

Ola mashmid eu gostei muito de tudo que vc disse a respeito do assunto
O seu conhecimento, e a maneira como coloca as palavras fica muito
Fácil a compreensão, eu gostaria que vc fizesse um comentário a respeito
Desse verso.

(I Corintios 8:6) - Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só senhor, Jesus Cristo, pelo qual existem todas as coisas, e por ele nós.

Seu comentário diz.
O texto diz claramente, que somente o Pai é o Deus. Continuando o texto diz que há um só senhor, Jesus.

Um unicista refutou esse texto da seguinte maneira.

Aqui Paulo demonstra dois aspectos do Eterno. O primeiro é o da sua unicidade (e não pluralidade, como a maioria entende), e o segundo é o das suas diferentes manifestações, pois ao mesmo tempo em que o identifica como Elohim, também o identifica como YHWH e como Mashiach. Ou seja, Paulo está nos ensinando que só há um Elohim cujas essências divinas podem se manifestar de forma distinta, sem entretanto deixarem de ser essências de um mesmo Ser Supremo.
nos textos originais em aramaico a intepretação é facilitada, pois o tetragrama não foi substituido. E veja o que diz a Peshitta Aramaica:

“todavia para nós há um só Elohim, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem nós vivemos; e um só YHWH, Yeshua HaMashiach, pelo qual existem todas as coisas, e por ele nós também.” (1 Co. 8:6)

Qual é a diferença que há entre as duas afirmações "de quem é tudo e para quem nós vivemos" e "pelo qual existem todas as coisas, e por ele nós"? Paulo não estaria fazendo um paralelismo sinonimo? O Paralelismo Sinônimo consiste na repetição do pensamento fundamental na segunda linha de um dístico (grupo de dois versos). Por exemplo:

Linha um - "Não me repreendas, Senhor, na Tua ira",
Linha dois - "nem me castigues no Teu furor." ( Sal. 38:1 )

As duas linhas expressam o mesmo pensamento em linguagem ligeiramente diferente. Comparar as duas linhas facilita a interpretação do verso. E o que é dito sobre Yeshua?

"pelo qual existem todas as coisas, e por ele nós"?


Agora te pergunto baseado no texto da peshita a qual eu não conheço tem algum
Fundamento o que foi dito? Desde já agradeço se vc poder responder.


wiljack

Mensagens : 3
Data de inscrição : 08/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Sab Jun 18, 2011 12:12 am

Amigo, esses textos são muito semelhantes aos textos de Filipe Melo, mais conhecido como Shaul ben Tzion.


Alguns unicistas entitulados como "judeus" nazarenos ou "israelitas" do caminho, utilizam-se de um subterfúgio fingindo se basear nos textos da Peshita para afirmarem coisas do tipo.

O texto não quer dizer YHWH, e sim "o senhor". (vide a tradução do Dr. George Lamsa's:I Cor 8)

Eles insistem que o termo "MARIA" se refere ao TETRAGRAMA, porém, o termo é utilizado para definir "o senhor" (Maria) e não qualquer "senhor" (Mar).

Assim como no árabe "Allah" define "o deus", e não a qualquer "deus" (ilaha).

O problema é o seguinte....

Por terem traduzido o TETRAGRAMA como SENHOR, muitas pessoas associam o termo SENHOR a YHWH.

Então, instintivamente quando lêem SENHOR (em qualquer parte da bíblia), já subentendem como sendo YHWH, porém, isso é errado.


Até para os judeus o messias será " o senhor", todavia, não será "YHWH".

O messias como rei, deverá ser o único senhor, mas, não o único Deus, já que o único é YHWH.

Nas traduções vc encontra o Shm'a traduzido assim: Ouve Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR.

YHWH nunca foi chamado de "único senhor", pois, no Shm'a se lê : Shm'a Israel, YHWH eloheinu, YHWH echad.

Ouve Israel, YHWH é nosso Deus, YHWH é um.

Então, deve-se separar totalmente o termo "senhor" do tetragrama "YHWH", já que "senhor" é um adjetivo, enquanto "YHWH" é um nome próprio.

Agora, mudando de assunto, sobre Yeshu ser a ferramente da criação...

O texto, quando diz, "pelo qual existem todas as coisas", faz alusão à "palavra", porque segundo se diz, Yeshu é a palavra de YHWH.

Então, a palavra é o instrumento da criação, e não o criador.

Já que YHWH usa sua palavra para formar a sua criação.


Segundo a visão unicista, YHWH se fez maldito, foi humilhado, sofreu, e transgrediu sua torah. (rs)

E inclusive errou uma narração bíblica.

Yeshu cita a morte de Zachariah filho de Baraquias, quando na verdade o certo seria Zachariah filho de Joiada.

(Mateus 23:35) - Para que sobre vós caia todo o sangue justo, que foi derramado sobre a terra, desde o sangue de Abel, o justo, até ao sangue de Zacarias, filho de Baraquias, que matastes entre o santuário e o altar.


(II Crônicas 24:20) - E o Espírito de Deus revestiu a Zacarias, filho do sacerdote Joiada, o qual se pôs em pé acima do povo, e lhes disse: Assim diz Deus: Por que transgredis os mandamentos do SENHOR, de modo que não possais prosperar? Porque deixastes ao SENHOR, também ele vos deixará.
(II Crônicas 24:21) - E eles conspiraram contra ele, e o apedrejaram por mandado do rei, no pátio da casa do SENHOR.

YHWH errando um versículo bíblico!? Estranho, não?




Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Sab Jun 18, 2011 10:49 am

Outra coisa que esqueci de mencionar.


As pessoas quando ouvem esse termo "MARIA" , pensam que esse som de "IA" no final, refere-se a "YA" do TETRAGRAMA, porém, não tem nada a ver.

Em aramaico, o artigo não é no início da palavra, como acontece com o hebraico, o artigo no aramaico é um sufixo, ou seja, está no final da palavra.

Veja também, que o termo "MARIA" não termina com a letra "HE" e sim com a letra "ALAP" (no hebraico, Alef).

Transliterando o termo "ܡܪܝܐ" para o hebraico , fica "מריא".

Então, veja que termina com "יא" e não com o "יה" do TETRAGRAMA.

Como eu disse, no aramaico, o "alap" é o artigo, e sempre vem no final da palavra.


Nisso, vc pode ver que "MARIA" é nada mais do que o simples termo "senhor", todavia, definido (o senhor).


Como eu já citei, assim como no árabe "Allah" é a junção do artigo "al" + "ilaha" onde surge o termo "Allah" (o Deus).












Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Riong em Sab Jul 16, 2011 9:50 pm

Mashmid, mesmo você sendo Ateu, seu conhecimento do Hebraico é exemplar, mesmo que não creia, acho que você poderia fazer uma tradução das escrituras rsrsrs, essas que temos acesso são uma porcaria, as unicas que li e me parecem terem tido tradução melhor foram a Biblia de Jerusalem e a Biblia Nova Versão Internacional, se vc já leu uma dessas duas, vc acha que a tradução esta correta ?


Riong

Mensagens : 14
Data de inscrição : 26/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Mashmid em Ter Jul 19, 2011 1:36 pm

Infelizmente não há como dizer que uma tradução é correta.


Há casos impossíveis de serem traduzidos.

Em muitos casos, sempre teríamos que fazer um comentário no rodapé da página explicando os significados do termo.

Ou seja, além da tradução, seria extremamente necessário um estudo anexo.


Só para se ter uma idéia, eu vou copiar aqui uma mensagem que enviei a uma pessoa.

Ele estava questionando sobre o termo Ba'al no texto de Os 2:16, pois, há alguns adéptos do NOME que estão debatendo com esse rapaz, e afirmando que Ba'al é o mesmo SENHOR traduzido na bíblia.

Então, segue o texto da mensagem:



Então... na verdade eu já comentei sobre Oséias 2:16 na última mensagem.


O problema é o seguinte, na tradução é Os 2:16, porém, na bíblia hebraica Os 2:18.



Este verso que vc passou: Os 2:16 לָכֵן הִנֵּה אָֽנֹכִי מְפַתֶּיהָ וְהֹֽלַכְתִּיהָ הַמִּדְבָּר וְדִבַּרְתִּי עַל־לִבָּֽהּ׃

É na verdade este: Os 2:14 Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração.



Então: Os 2:18 וְהָיָה בַיֹּום־הַהוּא נְאֻם־יְהוָה תִּקְרְאִי אִישִׁי וְלֹֽא־תִקְרְאִי־לִי עֹוד בַּעְלִֽי׃

Vehayah bayom hahu neum YHWH tikri ishi velo tikri li 'od Baali

Naquele dia, dito de YHWH, chamar-me-ás meu marido e não chamar-me-ás mais de Ba'ali (meu ba'al).


Como eu disse, o termo ba'al é polissêmico, e a polissemia é aniquilada quando o texto utiliza o termo "ishi".

A polissemia do texto é proposital, como eu disse, é um trocadilho.



Em Oséias 2:16 (2:18 na bíblia hebraica), tanto o termo "ishi" como "ba'ali" podem ser traduzidos como "meu marido".

Porém, para os falantes do idioma hebraico, quando ouvimos tal frase, sabemos o que o locutor quer dizer, devido conhecermos a polissemia do termo.


Qual a diferença entre esses dois termo, ishi e ba'ali?

A diferença é que "ish" não é usado para nenhuma divindade, enquanto termo "ba'al" é usado.


Ou seja, quando diz "chamar-me-ás de meu marido (ishi)", aniquila qualquer ligação com o deus cananeu que era chamado de ba'al, ou seja, a polissemia é aniquilada.


O autor de propósito utiliza o termo ba'al, "não me chamarás mais de meu marido (ba'ali), justamente por causa da polissemia que há no termo.


E quanto aos Defensores do NOME, é exatamente esse texto de Oséias 2:16 (2:18) que vc tem que utilizar contra eles.

Vc deve dizer: É justamente para diferenciar YHWH de BA'AL que Oséias no texto utiliza o termo "ISHI", para que não confundam O MARIDO(ISH) DE ISRAEL com o MARIDO (BA'AL) DE CANAÃ.


Pronto, vc simplesmente exterminará o argumento deles e os deixará com a cara no chão.

Porque eles mesmos que dizem se apoiar no hebraico, não sabem porcaria alguma de hebraico.

Até mais.



Esta não é a conversa inteira, eu já havia explicado sobre esse assunto ao rapaz, porém, parece que ele não entendeu na primeira explicação.


Veja, que sempre eu teria que fazer um estudo explicativo sobre vários termos, e é extremamente exaustivo.


Pois, há termos que não basta traduzir, vc terá que explicar detalhadamente, neste caso sitado, eu tive que explicar sobre a polissemia do termo ba'al.

Mas, na mensagem anterior a esta, eu já havia explicado sobre outra polissemia além da citada.


Realmente não dá para compartilhar o tempo que tenho com um trabalho tão exaustivo e que ao meu ver, extremamente insignificante.



Mashmid

Mensagens : 241
Data de inscrição : 11/12/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O início da idolatria - Trindade e Triunidade

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 4:46 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum